A Secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, em parceria com o Centro de Detenção Provisória de Caraguatatuba (CDP), está desenvolvendo um projeto de ressocialização de detentos por meio da Cultura Agroecológica.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, Marcel Giorgeti, o projeto, iniciado no 2º semestre de 2017, visa integrar os presos novamente ao convívio social por meio de práticas sustentáveis, ensinando a importância de ter uma vida saudável. “Desde a implantação do projeto, mais de 1500 pés de alface foram produzidos”, contou Giorgeti.

 

Toda a produção serve para abastecer tanto CDP como o Banco Municipal de Alimentos, beneficiando várias famílias.

“Por meio da horta, o preso se sente valorizado, pois encontra uma atividade em que pode se concentrar e ser produtivo. O trabalho dignifica o homem. Essa parceria entre Prefeitura e CDP é uma forma de criar novas oportunidades. Além disso, a cada três dias trabalhados, os detentos ganham um dia de remissão na pena” disse o diretor do CDP, Renato Benety.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *