O tema “Autismo e Família: Orientação, Informação e Cuidados” envolveu os pais e responsáveis por crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) em palestra ministrada pela psicóloga e neuropsicóloga Edivirgem Cristina da Silva, na noite de sexta-feira (06/04), na Secretaria Municipal de Educação de Caraguatatuba. O encontro foi promovido pela Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e em parceria com a empresa Planneta, como parte da programação da Semana de Conscientização sobre o Autismo.

Para Ricardo Ribeiro, secretário de Educação do município, o evento é resultado do compromisso com a rede de ensino, buscando atender cada vez melhor o aluno com TEA e a sua família. “Investimos na capacitação dos professores durante o ano todo. No que diz respeito aos pais, é importante a promoção de encontros como o de hoje, por meio do qual um assunto tão delicado pôde ser tratado de maneira positiva”, diz Ribeiro.

Na palestra voltada para as questões familiares, os participantes ainda puderam esclarecer dúvidas e trocar experiências com outros pais. Especialista no assunto, Edivirgem Cristina revela que ainda hoje as pessoas acreditam que autistas são aquelas crianças que só balançam, não pensam e não falam. “Não é nada disso. Quem possui Transtorno do Espectro Autista pode conversar, estudar e inclusive trabalhar, a depender do grau de comprometimento do cérebro”, explica.

Tatiane Ferreira (33 anos), mãe de gêmeos diagnosticados com TEA, conta que a palestra foi, na verdade, um encontro colaborativo. “Gostei muito da troca de informações, das dicas e orientações que recebi. Saio ainda mais consciente sobre a importância de sermos mais participativos com relação aos nossos filhos. O resultado que esperamos também depende muito da nossa dedicação”, conclui.

O evento fez parte da Semana de Conscientização sobre o Autismo, realizada por meio das Secretarias dos Direitos da Pessoa com Deficiência e do Idoso (Sepedi), de Educação, Esportes e Saúde, em parceria com a Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba, CIAPI – Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência e ao Idoso, Acalento – Associação de Apoio Ao Desenvolvimento Humano e APAE – Associação Pais e Amigos dos Excepcionais.

Essa iniciativa também contou com o apoio do programa Família Participativa, que tem o objetivo de aproximar a família da escola e auxiliar nos avanços da educação em Caraguatatuba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *