Os dois assassinos de 23 e 36 anos estavam escondidos no bairro Casa Branca nas casas populares.

A Polícia Civil esclareceu e colocou um ponto final nas buscas pelos dois acusados de assassinar o estudante, Matheus Gomes de Almeida de 18 anos, na última terça-feira (19) no bairro do Travessão região Sul de Caraguatatuba.

A prisão foi acompanhada pelo delegado titular do 1°DP do Porto Novo, Victor Falcão, na manhã desta quinta-feira, 28/06, no bairro Casa Branca, os criminosos estavam escondidos num conjunto habitacional do bairro. Eles foram levados para a delegacia onde vão permanecer presos por 30 dias até o final das investigações e o delegado já adiantou que deverá pedir preventiva.

Uma denúncia levou a polícia até uma casa num conjunto habitacional em Caraguatatuba

Também não está descartada uma reconstituição do crime assim que forem ouvidas outras testemunhas. Na manhã do último domingo o pai do estudante Nilson Viana, participou da caminhada pela paz e contou que estava confiante na prisão dos assassinos, “Temos bons policiais e tudo que eu necessito neste momento de luto e dor é que esses criminosos sejam presos o quanto antes”. Contou

Matheus Gomes de Almeida de 18 anos, foi morto com dois tiros no peito quando retornava do treino na semana passada por volta 07h30. Os criminosos renderam a vítima e depois de atirar ainda levaram celular do estudante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *