Pensando em qualificar ainda mais o serviço de segurança pública prestado no município, a Guarda Civil Municipal de São Sebastião criou um grupamento especial, conhecido entre as guardas municipais como ROMU – Ronda Ostensiva Municipal, que contará, inicialmente, com 11 agentes treinados e capacitados para atuarem em missões específicas de policiamento e investigação.  

Durante a última semana, como parte dos cursos realizados pelos guardas civis da ROMU, aconteceu a prova prática de tiro, com cada agente realizando 150 disparos no Clube de Tiro de Ilhabela. Antes disso foram efetuados também treinamentos de incursão, negociação, resgate de reféns e tiros em deslocamento.  

Recentemente a GCM adquiriu um drone que esta auxiliando em questões estratégicas de patrulhamento aéreo. O comandante da Guarda Civil Municipal, Edgar Celestino, acredita na evolução da instituição através da qualificação e especialização dos seus agentes.  

“Nosso objetivo é prestar um serviço de excelência em São Sebastião. A Prefeitura adquiriu novas viaturas, armamentos, munições, coletes, mas fundamentalmente trabalhamos e valorizamos os nossos agentes. Os guardas hoje são técnicos e prontos para atuarem em qualquer situação que se depararem na rua”, frisou o comandante.  

Ainda na linha da valorização do servidor, o Secretário de Segurança Urbana, Emerson Elias, lembrou de um benefício conquistado pela categoria que há anos vinha sendo pleiteado na justiça. “Os guardas buscavam na justiça há vários anos o benefício estipulado em Lei que é o Risco Atividade. A Administração entende que para o agente trabalhar bem, tem de trabalhar feliz, com seus direitos assegurados e foi isso o que fizemos administrativamente, concedendo através da Prefeitura e decreto assinado pelo Prefeito Felipe Augusto o benefício a eles”, destacou.  

Na próxima semana, os guardas que compõem o Grupamento Tático especial participarão de uma capacitação de tiro com armamento longo, calibre 12. Já no início do próximo ano toda a corporação irá realizar a demanda de tiros como parte da capacitação continuada dos agentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *