Economia de energia com iluminação será de até 20%; No total, foram substituídas 632 lâmpadas de maior consumo por LED

A EDP, distribuidora de energia elétrica de São Sebastião, finalizou as obras de modernização do sistema de iluminação doHospital de Clínicas da cidade A ação abrangeu a substituição das lâmpadas existentes por LED, que são mais eficientes, econômicas e sustentáveis. Ao todo, foram 632 lâmpadas trocadas nas áreas internas e externas do Hospital.

Com a implantação do projeto será possível reduzir o consumo de energia referente a iluminação em até 20%, economizando 51,52 megawatts-hora (MWh/ano), o equivalente ao consumo médio anual de mais de 20 famílias. Além disso, há uma redução também nos custos de manutenção, já que a durabilidade da lâmpada LED é de cerca de 25 mil horas (cerca de sete vezes mais que lâmpadas incandescentes). O novo sistema também gera menos impacto ambiental por não possuir mercúrio e outros componentes nocivos em sua composição.

“Para nós, é muito gratificante realizar este projeto no Hospital de Clínicas de São Sebastião, pois conseguiremos contribuir diretamente com a redução de gastos com energia. O LED é conhecido pelo baixo consumo de energia, alto rendimento e pela vida útil mais longa, sem esquecer do menor impacto na natureza. O resultado será significativo para o hospital”, ressalta Luciano Cavalcante, gestor executivo da EDP.

Para o prefeito Felipe Augusto a modernização elétrica do Hospital de Clínicas é uma conquista importante. “Desde o início de nossa gestão estamos trabalhando fortemente para garantir investimentos no Hospital de Clínicas e, certamente, melhorar as condições do atendimento à nossa população. Já investimos nas reformas do telhado, cozinha, maternidade, no centro cirúrgico, já substituímos o antigo gerador e agora esta parceria com a EDP para a modernização elétrica”, enfatizou Felipe Augusto.

A substituição dos equipamentos teve conclusão no início de maio. O projeto foi contemplado no Programa de Eficiência Energética da EDP, que é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL. O custo de implantação é de aproximadamente R$ 50 mil, será totalmente arcado pela Distribuidora, e corresponde ao somatório dos gastos com materiais, equipamentos, mão de obra, descarte de resíduos, treinamentos, capacitações, medições e verificações de resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *