O processo de recadastramento auxilia na identificação das famílias não cadastradas que recebem assistência nas Unidades de Saúde

Os Agentes Comunitários de Saúde da UBS Água Branca mobilizaram um mutirão na última semana de julho, para visitas domiciliares no Bairro do Reino. As casas da rua Chico Gravi e suas vielas, receberam os agentes que estão atualizando informações da região.

Com o aumento populacional na área, se fizeram necessárias análises aprofundadas e uma revisão populacional do sistema cadastral de usuários do SUS, por parte dos agentes. “Esse movimento, além de garantir dados fidedignos de saúde, também auxiliará a gestão quanto a ampliação do número de agentes comunitários, bem como equipes de saúde da família”, destacou a Enfermeira responsável pela Estratégia de Saúde da Família, Tânia Barbosa.

O processo de recadastramento também auxilia na identificação das famílias não cadastradas que recebem assistência nas Unidades de Saúde, ruas inexistentes, áreas descobertas, duplicações de cadastros e outros.

O trabalho de reconhecimento de território, acompanhamento e cadastramento de saúde das famílias, anteriormente era realizado de modo manual e hoje é feito através do sistema de informação SIGS-ACS, implantado em 2016. Com esse sistema, todas as informações são captadas e atualizadas por meio do uso diário de tablets. Em janeiro deste ano, iniciou-se um processo amplo de formação, tanto para atualizações, quando para a qualificação dos cadastros das famílias em áreas e microáreas.

As visitas de recadastramento vão continuar por todo o arquipélago até o mês de dezembro, e realizadas pelos agentes de saúde de cada região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *