Uma equipe do Policiamento Ambiental cumpriu na tarde desta terça-feira (10/09), um Mandado de Busca e Apreensão contra um caçador na Estrada da Intermediária no barro Rio Claro em Caraguatatuba.

No local a equipe tentou por diversas vezes contato verbal com o proprietário para a abertura do portão, após apresentar certa relutância, atendeu aos policiais, apresentando-se como morador e atual proprietário da área. Em seguida, após a leitura do Mandado de Busca e Apreensão para sua ciência franqueou aos policiais a entrada na edificação principal, contudo, ao perceber que os policiais aproximavam-se de um fogão a lenha, pediu para beber água simulando que estava passando mal e correu para um dos cômodos e pulando a janela, empreendendo fuga.

A equipe realizou incursão na mata, porém, em razão da extensão da propriedade, bem como devido à vegetação abundante do entorno e quantidade de trilhas e acessos, não conseguiram localizar o infrator.

Na propriedade os policiais aprenderam, 1 revólver calibre 32, 1 espingarda calibre 22, 65 cartuchos de espingarda calibre 22, 12 cartuchos de espingarda calibre 28, 17 munições de revólver calibre 38, 6 munições de revólver calibre 32, 2 espingardas de chumbinho, 2 cartuchos deflagrados calibre 32, 1 cartucho deflagrado calibre 38, 1 cartucho deflagrado calibre 28,1 faca, Penas de ave da espécime jacu, 3 pios, 1 estilingue, 22 potes contendo chumbinho.

Foto: Polícia Ambiental

O caso foi apresentado no 1°DP do Porto Novo onde o delegado elaborou o boletim de ocorrência e determinou que fosse lavrado o auto de exibição apreensão dos objetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *