Na foto:Prefeita Gracinha, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, Bianca Colepicolo, e o diretor do Porto, Paulo Oda

Gracinha falou do assunto durante reunião de trabalho com o diretor-presidente do Porto de São Sebastião

A prefeita de Ilhabela, Maria das Graças Ferreira, a Gracinha, acompanhada da secretária de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, Bianca Colepicolo, reuniu-se nesta quarta-feira (13), com o diretor do Porto de São Sebastião, Paulo Tsutomo Oda, para tratar da possibilidade da assinatura de convênio entre a prefeitura e o porto com o objetivo de ampliar a atuação em segurança e em emergência. No encontro, a prefeita propôs reunir todas as cidades do Litoral Norte para elaboração de um plano de contingência para vazamento de óleo e também para o caso de a mancha de óleo que atingiu o Nordeste Brasileiro chegar à região.

Na reunião, realizada na prefeitura, os representantes do Executivo e do Porto demonstraram interesse na assinatura do convênio, que permitirá a ampliação de investimentos em segurança e atuação ampliada em situações de emergência. De acordo com a conversa desta quarta-feira, por meio do convênio o porto ofereceria o atendimento de emergência para vazamento de óleo, queda de pessoas na água, incêndio em embarcações, entre outros; enquanto a prefeitura estruturará uma equipe própria. “Permitirá (o convênio) investimentos na ampliação da segurança e o atendimento de emergências”, afirmou Paulo Oda.

A prefeita falou do encontro no gabinete. “Veio (o presidente do porto) alinhar sobre como a prefeitura poderá participar da ampliação da segurança, por meio do patrulhamento da guarda portuária, e também fazer o atendimento de emergência em várias situações”, destacou Gracinha Ferreira.

Gracinha, que está há seis meses à frente da Prefeitura, demonstrou preocupação com a possibilidade de vazamento de óleo no canal e por isso propôs o debate com as demais cidades do litoral paulista para tratar o tema, lembrando, inclusive, a questão da ocorrência do vazamento de óleo no nordeste brasileiro, que se chegar à região também exigirá a execução de um plano de contingência.

A secretária de Turismo, Bianca Colepicolo, também falou da reunião de trabalho. “A prefeita Gracinha demonstrou, mais uma vez, o protagonismo de Ilhabela e propôs a reunião das cidades na ampliação das atividades de segurança e emergenciais e também a elaboração do plano de contingência para o litoral paulista”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *