O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo derrubou a liminar concedida pela Justiça de Caraguatatuba e determinou a suspensão da barreira sanitária instalada na chegada ao município na Rodovia dos Tamoios.

A decisão foi assinada pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Geraldo Francisco Pinheiro Franco.

A barreira durou cerca de 24 horas e neste período a Prefeitura de Caraguatatuba promoveu a vistoria de 1.107 veículos.

O ponto de controle sanitário teve o objetivo de levantar quantos motoristas estavam adentrando na cidade de passagem ou se eram moradores. A temperatura corpórea de todos dentro dos veículos era medida, além de receberem orientações sobre quarentena e os cuidados sobre o coronavírus.

Em casos de pessoas com sintomas leves, houve recomendação de quarentena e que fizessem o teste nas Unidades de Saúde do Litoral Norte.

Duas famílias que chegaram dos Estados Unidos passaram pela barreira e estavam indo em direção à Ilhabela. Elas foram orientadas a ficar em quarentena e procurar atendimento médico na cidade.

Veículos com motoristas que se recusavam a aferir a temperatura corpórea, as placas foram anotadas e encaminhadas para as autoridades policiais.

A Prefeitura de Caraguatatuba informa que já entrou com recurso solicitando novamente a intervenção do bloqueio na entrada do município.

“A justificativa foi de que essa ação é de competência exclusiva do Estado. Vamos continuar lutando para proteger a saúde da população”, destaca o prefeito Aguilar Junior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *