O recurso reservado por Gracinha é um valor a mais que o previsto no orçamento de 2021, de R$ 750 milhões.

Na contramão de muitas cidades da macrorregião, que terminarão 2020 com o caixa praticamente zerado, a prefeita de Ilhabela, Maria das Graças Ferreira dos Santos Souza, a Gracinha, autorizou, nesta quarta-feira (5), a Secretaria de Gestão Financeira reservar para 2021 mais R$ 350 milhões do superávit financeiro dos anos anteriores, além do orçamento previsto para esse próximo ano, de R$ 750 milhões.

Gracinha Ferreira assinou a autorização ao secretário de Gestão Financeira, Fernando Cresio, na manhã da quarta-feira (5). Esse valor reservado do superávit vai além do recurso previsto na LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2021, com previsão de R$ 750 milhões. A LOA, o orçamento anual, será apresentado à Câmara pela prefeitura até o dia 30 de setembro. A equipe econômica considera o valor da LOA como “uma previsão otimista”, em tempos de pandemia. A LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) do município, também aprovada no legislativo, havia estimado o orçamento de 2021 em R$ 850 milhões.

O secretário de Gestão Financeira, Fernando Cresio, que é funcionário de carreira, comentou a atenção da prefeita ao futuro. “Fiquei muito contente com a sensibilidade da prefeita Gracinha e seu olhar para o futuro. Fiz a sugestão da reserva do superávit (R$ 350 milhões) e ela acatou prontamente. A prefeita considera essa reserva muito importante para a saúde financeira e para permitir a elaboração de um estudo sobre a aplicação desses recursos com muita responsabilidade”. Afirmou

O arquipélago tem situação privilegiada e poderá ser governado com tranquilidade em 2021 e planejar, com muito cuidado, a retomada econômica dos anos posteriores, considerando ter reservado esses R$ 350 milhões do superativ, R$ 750 milhões do orçamento de 2021 e destinado mais de R$ 250 milhões ao Fundo Soberano dos Royalties. Dessa forma, a cidade navega diferente de outros municípios que convivem com sérios problemas para a elaboração de orçamentos para os próximos anos, agravados com a crise mundial.

Gracinha Ferreira disse que é importante olhar para o futuro, independente de processos eleitorais, e aplicar o dinheiro público com responsabilidade. “Nossa preocupação com o orçamento é muito grande, tanto que além da reserva desses R$ 350 milhões de superávit dos anos anteriores; dos R$ 750 milhões do orçamento de 2021; já destinamos mais de R$ 250 milhões ao Fundo Soberano dos Royalties. É assim que vamos assegurar o futuro do município em uma calamidade pública ou estado de emergência”. Destacou a prefeita, precursora da criação do Fundo Soberano, desde a época em que era vereadora.

Superávit financeiro é um recurso remanescente de um ano para outro, que não foram utilizados em anos anteriores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *