Para proteger usuários do avanço da Covid-19 e influenza, Ciapi suspende, temporariamente, atividades do Centro Dia

Após uma avaliação com a Secretaria de Saúde, o Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência e ao Idoso (Ciapi) vai suspender, temporariamente, a partir de quinta-feira (13) as atividades do Centro Dia.

De acordo com a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e do Idoso (Sepedi), a medida visa proteger os idosos e pessoas com deficiência do avanço da Covid-19 e também da influenza. Muitos desses usuários vivem em situação de risco e vulnerabilidade social.

Idosos participam de aula funcional no Ciapi (Foto: Divulgação/PMC)

O Centro Dia é uma medida de proteção social e especial de média complexidade. Os usuários passam a manhã e a tarde dentro da unidade, recebendo atenção integral e cuidados básicos que promovem mais qualidade de vida.

A suspensão é um fator de prevenção ao usuário do Centro Dia que, muita das vezes, fica mais próximo dos outros e dos cuidadores, além de não utilizar máscara de proteção durante as refeições (café e almoço).

As atividades do Centro de Convivência serão mantidas por conta da exigência do uso de máscara de proteção e do distanciamento entre os alunos.

Centro Dia e Centro de Convivência

O Ciapi foi inaugurado há cinco anos e oferece dois serviços: o Centro Dia e o Centro de Convivência.

O Centro de Convivência oferece ações integradas que estimulam a convivência e a socialização com o propósito de contribuir para uma vida saudável, autônoma e ativa dos frequentadores.

O Centro Dia, onde a pessoa passa a manhã e tarde, é destinado a ofertar o serviço da Proteção Social Especial, proporcionando atenção integral, cuidados básicos e promoção da qualidade de vida, preservando os laços familiares e comunitários para usuários com semidependência e vulnerabilidade social, entre idosos e pessoas com deficiência acima de 18 anos.

Os principais objetivos do Centro Dia são o de prevenir situações de risco social; evitar o isolamento; fortalecer vínculos familiares; atender necessidades básicas e ofertar cuidados básicos, possibilitando autonomia, entre outras.

Acompanhe outras notícias do Litoral Norte no #LinkInformativo.

Deixe um comentário