PM prende suspeitos de assassinar mulher em Caraguatatuba

Namorado da vítima ficou ferido após entrar em luta corporal com um dos marginai.

A Polícia Militar de Caraguatatuba prendeu dois homens por volta 4h30 desta quinta-feira (28/01), suspeitos de assassinar uma mulher de 20 anos e deixar o seu namorado de 29 anos ferido, no bairro do Travessão, região Sul da cidade.

Os criminosos foram presos próximos da UPA Sul no bairro do Perequê-Mirim para onde foi levado o namorado da vítima.  O homem teria informado para os atendentes da UPA que os marginais iriam invadir o local para mata-lo.

Num veículo VW/Gol de cor preta uma equipe da Polícia Militar, deteve um acusado conhecido vulgo, “Cocão”, de 23 anos que estava com o veículo estacionado na frente da UPA Sul.

Durante revista foi localizado um revólver calibre 38 com numeração raspada e com seis cartuchos intactos. Ele contou para a PM que estava indo na casa de um amigo no bairro Pegorely, momento que os policiais foram até casa do vulgo “Vitinho” de 19 anos, que também foi preso.

O crime

O crime aconteceu por volta 23h50, na Avenida, Benjamim da Silva Arantes Junior, próximo das casas populares.  A vítima foi atingida por cinco disparos de arma de fogo e não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Amigos da vítima informaram que ela estava feliz por estar esperando um filho. O seu namorado de 33 anos, foi atingido na mão, porém foi socorrido e está bem.

Uma equipe da Polícia Militar esteve no local e preservou o corpo até a chegada dos Peritos da Polícia Cientifica e uma equipe de homicídios que vai investigar o crime da Polícia Civil de Caraguatatuba.

O corpo da vítima foi recolhido pelo IML e vai passar por exames para confirmar a suspeita que testemunhas passaram para polícia que ela estava gravida.

A Polícia Civil elaborou o flagrante delito de homicídio e tentativa de homicídio, deixando os acusados presos à disposição da justiça. No caso da vítima estar gravida a polícia informou que vai esperar um laudo do IML que vai confirmar ou não.

 

Deixe um comentário