Atleta de São Sebastião treina em Punta Rocas de olho na inédita medalha nos Jogos Pan-Americanos de Lima

Num esforço conjunto entre a Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) e o Comitê Olímpico do Brasil (COB), o Time Brasil que disputará os jogos Pan-Americanos de Lima está treinando em Punta Rocas, praia que receberá as disputas de surf, longboard (pranchões) e stand up paddle (SUP) race e wave. A preparação acontece menos de um mês antes do início do evento para que os atletas vivenciem condições – tanto climáticas quanto de ondas – bem semelhantes às que enfrentarão durante as disputas, em busca das inéditas medalhas. Entre os convocados, Wenderson Biludo, de São Sebastião, que garantiu vaga na longboard. A cidade também conta com Robson Santos, no surf, mas ele já tinha viagem marcada para o México marcada anteriormente.

A competição está marcada para começar no dia 28 de julho (dois dias depois da abertura oficial em Lima) e vale como a primeira eliminatória para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, na categoria surf, ganhando ainda mais importância no cenário internacional. Dos oito representantes brasileiros escalados para o Pan, seis estão em Punta Rocas, com a viagem de seis dias com recursos do COB por intermédio da CBSurf.

Fotos: Carmelo Seabra

Além de Biludo, Karol Ribeiro, do surf, Nicole Pacelli e Luiz Diniz, do SUP wave, e Lena Guimarães Ribeiro e Vinnicius Martins, do SUP Race, já estão reunidos e treinando num dos picos mais famosos da América do Sul, no Oceano Pacífico. “O objetivo é que o nosso time esteja o mais preparado possível. Temos chances reais de medalhas e queremos oferecer condições para essas conquistas”, afirma o presidente da CBSurf, Adalvo Argolo.

Ele ressalta que a seleção brasileira é forte, conta com atletas com conquistas mundiais e todos com experiência em Punta Rocas, onde as vagas foram definidas no PASA Games, em dezembro. Os atletas são unânimes no benefício da preparação na sede das disputas, há poucos dias do início do evento.

Biludo enaltece a estrutura oferecida para uma possível medalha. “Quando recebi a notícia de que o COB e a CBSurf dariam essa viagem para a gente treinar uns dias antes do Pan, com todas as despesas pagas, fiquei muito feliz com o rumo que o nosso esporte está tomando”, destaca. “Sei que minha chance aumenta com esse treinamento, conhecendo melhor a onda, dando tempo de testar equipamentos que irão funcionar melhor aqui em Punta Rocas e isso, com certeza, ajudará a equipe a trazer mais medalhas. Toda essa experiência está sendo incrível”, completa o atleta da Praia de Camburi.

Deixe uma resposta