Barreiras sanitárias irão dificultar o acesso a Caraguatatuba no super feriado da capital

O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, conseguiu junto ao Governo do Estado a autorização para implantar barreira sanitária na cidade e o apoio da Polícia Militar Rodoviária para realização de blitz como forma de conter a descida de turistas e veranistas que possam buscar o Litoral Norte para passar o super feriado – de 20 a 25 de maio – decretado na cidade e Região Metropolitana de São Paulo.

Ele esteve como os secretários Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, e de Transportes e Logística, João Otaviano, para pedir auxílio nessas contenções, uma vez que a região pode ser a mais afetada neste momento de luta contra o novo coronavírus (Covid-19). Atualmente, o município tem 105 casos confirmados, dos quais cinco foram a óbito.

Mais cedo, durante coletiva à imprensa, o prefeito Aguilar Junior reforçou que entraria com nova ação na Justiça para pedir a implantação de uma ou mais barreiras sanitárias a partir desta quarta-feira.

Agora com o aval do Governo do Estado e apoio do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), o bloqueio sanitário será no começo da Rodovia Rio-Santos (SP-55), após o trevo de entroncamento da Rodovia dos Tamoios (SP-55), onde os ocupantes serão avaliados sobre suas condições de saúde.

Casos de suspeitas ou passageiros com febre serão encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Primavera, hoje referência para a Covid-19.

Já no Posto da Polícia Rodoviária Estadual, na altura do Km 82, será feita blitz para saber a procedência dos ocupantes dos veículos, documentação, entre outras.  O acesso à cidade pela entrada do Rio do Ouro também será fechado com defensas.

Ainda de acordo com o prefeito Aguilar Junior, além das barreiras e blitz, as praias serão fechadas e haverá apoio do Grupamento de Bombeiros Marítimos (GBMar) para retirada aqueles que insistirem em ir para o mar. A Defesa Civil de Caraguatatuba também passará com carro de som para informar sobre a proibição. O estacionamento na orla das praias permanece proibido.

“Caraguatatuba está de braços abertos para receber seus visitantes, mas reforçamos que este não é o melhor momento. As pessoas devem ficar em suas casas e, em breve, vamos receber todos”, reforçou o prefeito.

Apoio

De acordo com o governo do Estado, o super feriado é uma forma de garantir a elevação dos índices de isolamento social e proteger vidas e para não sobrecarregar as cidades litorâneas, o secretário Marco Vinholi reforçou que o Estado oferecerá o apoio que venha a ser solicitado pelos prefeitos para implantação das barreiras de acesso e conscientização dos turistas.

“Nós dialogamos com as prefeituras da Baixada Santista, Litoral Norte e Litoral Sul e o Estado irá apoiar as restrições que essas prefeituras estabelecerem no seu território”, informou Vinholi, acrescentando que estatísticas do Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) indicaram melhores taxas nos feriados e finais de semana. A expectativa é de que a população permaneça em quarentena no feriado prolongado e ajude a mitigar a transmissão do coronavírus.

“Uma mensagem muito clara à sociedade: a quarentena não é para viajar, mas sim para se fazer isolamento social e ficar em casa nesse momento fundamental de combate à epidemia”, destacou Vinholi.

Deixe uma resposta