Caraguatatuba encaminha ofício ao Estado pedindo restrição de veículos em estradas que dão acesso ao Litoral Norte

O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, encaminhou um ofício ao Governo do Estado de São Paulo pedindo apoio das autoridades estaduais para conter a circulação de veículos nas estradas que dão acesso ao Litoral Norte.

De acordo com Prefeitura de São Paulo, com a antecipação dos feriados não haverá dia útil na cidade entre 26 de março e 4 de abril (10 dias).

Porém, a preocupação é que com os adiantamentos de cinco feriados municipais na cidade de São Paulo, haja migração de pessoas da capital para Caraguatatuba e o Litoral Norte.

“Nossas autoridades municipais estão prevendo uma intensa movimentação de pessoas a partir do dia 26 de março com o início dos feriados em São Paulo. O município de Caraguatatuba é uma estância turística inserida numa região litorânea e tem apresentado elevadas temperaturas nos últimos meses e, como consequência, vem atraindo turistas das mais diversas regiões do país”, cita o município no documento.

Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira (19/03), o Governo do Estado suspendeu a operação descida do Sistema Anchieta-Imigrantes com o objetivo de desestimular o fluxo de veículos para as cidades da Baixada Santista. Caraguatatuba pede medida semelhante para conter a circulação de veículos nas estradas que dão acesso ao Litoral Norte.

Segundo o prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, medidas serão necessárias e urgentes para conter a migração de pessoas para a região. “A decisão de São Paulo provocará, naturalmente, a migração de pessoas ao Litoral Norte e, consequentemente, o alto risco de contágio pela Covid-19. Nossas estruturas em hospitais estão com taxa de ocupação alta. Por isso, pedimos medidas restritivas nas rodovias. Além disso, reforçamos para que as pessoas tenham consciência e fiquem em casa neste momento”.

Medidas Municipais

De acordo com o decreto municipal vigente, está proibido o estacionamento de veículos na orla marítima. O acesso aos pontos turísticos da cidade fica restrito, cabendo à Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Proteção ao Cidadão realizar a sua sinalização e fiscalização.

Está vedada a reunião, concentração ou permanência de pessoas nos espaços públicos, em especial, nas praias e parques. Também ficam proibidas as instalações de cadeiras, mesas, guarda-sóis, tendas e similares, bem como caixas de som e itens de permanência.

A fiscalização em praias está a cargo da Polícia Militar do Estado de São Paulo. A Prefeitura de Caraguatatuba está com faixas e banners espalhados pela cidade e utiliza um caminhão de som para conscientizar as pessoas a não utilizar as praias.

Números

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (19/03) pela Secretaria de Saúde de Caraguatatuba, a cidade chegou a 10.636 casos confirmados da doença, com 226 óbitos. A taxa de ocupação dos leitos de UTI do município está em 92%, enquanto enfermaria chega a 49%.

 

Deixe um comentário