Caraguatatuba ultrapassa 1,9 mil recuperados da Covid-19

A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e do Serviço de Atendimento Call Center, que monitora os pacientes confirmados ou suspeitos do novo coronavírus (Covid-19), registrou 1.921 recuperados da doença, nesta quarta-feira (23). Já o número de casos confirmados chegou a 1.957. O número total de mortes é de 92. Outros 382 casos seguem em investigação.

Entre os recuperados está o corretor de imóveis Francisco Novais, 57 anos, que ao perceber a perda do olfato e do paladar partiu imediatamente à procura de um atendimento médico, no dia 21 de agosto. “O médico do hospital pediu para que eu fizesse uma tomografia para ver qual era a situação do pulmão”, contou.

No mesmo dia, além da tomografia, Francisco se submeteu ao teste de SWAB, conhecido por ser uma haste flexível (cotonete), para a coleta de material da narina e garganta para identificar a Covid-19.

O corretor explicou que, a princípio, “o pulmão estava limpo” e que mesmo assim, logo ao sair do hospital, iniciou o tratamento com medicamentos e o isolamento domiciliar. “Depois de alguns dias, uma equipe do serviço de saúde me ligou e informou que o teste (SWAB) deu positivo”.

Infelizmente, os sintomas pioraram e no dia 24 de agosto Francisco voltou ao hospital e precisou refazer a tomografia. Dessa vez, o pulmão já estava com 25% de comprometimento.

A luta contra a doença ficou ainda mais difícil. No dia 26, Novais precisou ir à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) – Covid-19, no Jardim Primavera, já que a unidade foi reestruturada para atender somente casos do novo coronavírus. Lá, os médicos solicitaram mais uma tomografia. O resultado foi impressionante. Agora, a doença já havia comprometido 50% de seu pulmão. “Com isso, eu já fiquei internado”, disse Novais.

Da UPA, Francisco foi transferido à Casa de Saúde Stella Maris (Santa Casa), onde foi para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) respiratória. Ele destacou que “ao todo, foram 16 dias. Eu recebi um tratamento excelente”.

Não foi fácil! Novais usou oxigênio e recebeu ventilação não invasiva (VNI) em um respirador artificial que, segundo ele, o “ajudou muito”. Agradecido, ele disse que ficou “muito impressionado com o alto nível técnico e profissional da equipe da UTI. Desde o pessoal da limpeza, atendentes, enfermeiros e médicos”.

Agora, o corretor passa bem e está se cuidando em casa. Mas explicou que está com sequelas no pulmão. “Essas sequelas me fazem usar um complemento de oxigênio. Ou seja, tudo isso vai exigir um período meio longo de tratamento”. Ele reforçou a gravidade da doença e alertou que a Covid-19 gera inflamações múltiplas no organismo.

A Prefeitura permanece seguindo as orientações das autoridades de saúde para conter a Covid-19, além de continuar com o monitoramento de pessoas confirmadas ou suspeitas da doença.

Deixe uma resposta