Detran.SP: no Dia do Motorista, São Paulo concentra 34,4% dos condutores do País

Número de habilitados no Estado é de 25,85 mi e supera a população total da Austrália

De acordo com dados do Detran.SP, neste domingo (25), quando se comemora o Dia do Motorista, o Estado de São Paulo terá 25,85 milhões de condutores habilitados, número que representa 34% dos motoristas registrados no País. O número de condutores paulistas supera ainda a população de um país como a Austrália, que é 25,36 milhões. Deste total, 15,9 milhões são homens (62%) e 9,6 milhões são mulheres (38%).

As categorias de condutores estão cada mais diversificadas. As habilitações para conduzir veículos de duas rodas e pesados hoje já são preferência também do sexo feminino. Do total do Estado, 24,3% das CNHs de mulheres são da categoria A/B (motocicleta e carro) e 1,9% são C,D,E (veículos de carga, vans, ônibus, caminhões e carretas).

Já no sexo masculino, 33,7% possui carteira de habilitação categoria AB (motociclista e carro), enquanto 13,1% são C,D,E (veículos de carga, vans, ônibus, caminhão e carretas) e 1,1 % possui somente categoria A. “O Detran tem enorme responsabilidade em oferecer o melhor serviço aos mais de 25 milhões de condutores habilitados do Estado, disponibilizando os nossos serviços nos canais digitais para atender e facilitar ainda mais a vida dos motoristas”, enfatiza Neto Mascellani, presidente do Detran.SP.

 

Crescimento

De 2019 a 2021 houve um aumento de 8,8% no número de CNHs na população acima dos 60 anos; já entre 31 e 60 anos o crescimento foi de 2,4%.  É o caso de Alex Busculo, de 31 anos, que trabalha como motorista desde os 18 e que depois de cinco anos renovou sua CNH neste mês de julho, após sofrer um acidente em que perdeu parte de uma das pernas.

“Sempre adorei a estrada, sei dos riscos da profissão mas é uma paixão. Desde criança sonho com isso porque meu pai é caminhoneiro e minha mãe também mudou sua CNH para a categoria E para dividir o volante com meu pai e viajar com ele pelo país”. E nem mesmo o acidente aos 26 anos o impediu de continuar na profissão. Recuperado e com uma perna mecânica, Alex ficou afastado por cinco anos enquanto buscava a renovação da sua CNH. Em julho, ele finalmente fez o exame e exibiu feliz sua aprovação. “Nem os médicos acreditavam que eu poderia voltar a dirigir caminhão mas eu sabia que era possível porque pesquisei a legislação. Após adaptar o caminhão segundo as regras exigidas, fazer três exames médicos e seguir as normas burocráticas, consegui renovar minha CNH e logo mais estarei na estrada”.

“Estamos celebrando com o Poupatempo a boa política em parceria com as prefeituras. Cada um destes postos vai ser instalado graças ao apoio das prefeituras, que vão poder incluir os serviços municipais nesses Poupatempos de última geração”, afirmou Rodrigo Garcia, que também é Secretário de Governo.

O segmento de condutores PCD (Pessoas com Deficiência) também apresentou crescimento. De 2019 a 2021 o aumento foi de 12,5%, com 464.633 motoristas cadastrados na categoria no departamento de trânsito do Estado.

Além de contar com 25,85 milhões de condutores habilitados, número que representa 34% dos motoristas, o Estado de São Paulo também registra uma frota de 31 milhões de veículos (33,7%) contra 109 milhões de todo o país.

Deixe um comentário