HRLN inaugura serviço de simulação urbana para apoiar retorno do paciente às atividades do dia a dia

Reinserir o paciente em suas atividades cotidianas no menor tempo possível é foco do novo serviço de simulação urbana inaugurado pelo Hospital Regional do Litoral Norte (RHLN), unidade da Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo gerida pelo Instituto Sócrates Guanaes. O serviço consiste em um formato de reabilitação diferenciado, onde o paciente é levado a caminhar em um terraço que simula os mesmos desafios que costumam ser enfrentados no dia a dia, como caminhar em rampas e em pisos com texturas diferenciadas, além de contornar cones e faixas e caminhar com variações de velocidade.
Fostos: Divulgação
O objetivo, segundo a coordenadora de fisioterapia do HRLN, Viviani Lara, é proporcionar a reinserção do indivíduo à sociedade com o máximo de funcionalidade possível e com as competências que ele precisa ter para estar em um ambiente urbano. A internação por um período prolongado prejudica as habilidades cognitivas e motoras. As propostas terapêuticas são desenvolvidas de maneira individualizada para cada paciente.
Edina Carvalho Luz, paciente que participou do treino de rampa, aprovou as atividades ao ar livre que puderam ser realizadas na companhia da filha, Glaucia. Ela, que gosta de fazer atividades físicas, relatou que o novo espaço lhe fez muito bem.
Segundo Antônio Duarte, fisioterapeuta e assessor de desospitalização do Instituto Sócrates Guanaes (ISG), reinserir o cidadão nas atividades sociais de forma plena e no menor tempo possível garante que ele retorne com melhor desempenho, previne a readmissão hospitalar, desonera a previdência social e é uma garantia de qualidade. “Nosso  objetivo com este novo espaço é oferecer uma simulação que se aproxime da realidade urbana, transformando o ambiente hospitalar em uma réplica do que o paciente vai encontrar na vida social.”

Deixe um comentário