Limpeza da praia da Barra Seca conta com esforço coletivo e presença da família Schurmann

“Eu sou a voz dos oceanos” foi o brado que ecoou de cerca de 160 pessoas, entre crianças e adultos, que estiveram na praia da Barra Seca na manhã desta terça-feira, 21, para participar de uma ação ao Dia Mundial da Limpeza de Praias “World Clean Up Day” – celebrado no dia 18 de setembro.

A comunidade local marcou presença na limpeza de praia “Voz dos Oceanos” – o mesmo nome que leva a nova expedição da Família Schurmann,também presente no evento.  A nova “aventura” dos velejadores busca a conscientização sobre a redução do uso de plástico e descartáveis que, segundo o capitão Vilfredo Schurmann, corresponde a 95% do lixo nas praias.

O secretário de Meio Ambiente, Sylvio Bohn, destacou que “as pessoas precisam entender que é necessário criar uma nova consciência de consumo, visando diminuir o uso de plásticos descartáveis e de uso único”.

Participantes

Devido a participação de unidades escolares, muitas crianças, acompanhadas dos pais, puderam participar da coleta do lixo pela praia e aprender a importância da preservação. Esse é o caso da pequena Luna Oliveira, de seis anos, acompanhada do pai, Charles Prado, que achou “divertida” a coleta. “Aprendi que não podemos deixar o lixo pois os bichinhos vão achar que é comida e podem morrer”, contou. A prima Lavínia Camargo Prado Oliveira, que também estava acompanhada do pai, exibiu com orgulho o material recolhido.

A moradora e voluntária, Claudenice de Lira, classificou a iniciativa como “maravilhosa”, e destacou a necessidade de conscientização ambiental constante. “A nossa ONG local costuma fazer limpeza na praia cerca de três vezes ao ano. Antes, você não conseguia andar na areia sem encontrar muito lixo; hoje, você vê menos – o tipo mais comum é bituca de cigarro, por exemplo”, afirmou.

Voz dos Oceanos

O patriarca da família Schurmann ainda salientou que, todos os anos, são jogadas 10 milhões de toneladas de plástico nos oceanos. “Essa é a nossa campanha: A Voz dos Oceanos. É trabalhar buscando menos plástico no mar”, acrescentou.

Heloísa Schurmann solicitou que todos façam sua parte para colaborar com o meio ambiente. “Se não fizermos nada, em 2040 haverá mais plástico no mar do que temos peixes”, alertou.

O secretário de Turismo, Alessandro Luís Morau, enalteceu a presença da família Schurmann como “um exemplo a ser seguido por todos nós “. “É uma honra tê-los aqui nessa ação tão importante”, frisou Morau.

Barra Seca foi escolhida devido à localização

Jaqueline Dutra, da Associação Coaquira, disse que a praia da Barra Seca foi o local escolhido para ação devido à proximidade da área central e por apresentar um dos ecossistemas inseridos no bioma da mata atlântica, que é o manguezal. “Estamos felizes com o engajamento na participação. É lindo ver as crianças com os pais, pois eles são a geração que vai criar o futuro e é preciso conhecer para amar e amar para preservar”, assegurou.

Ela ainda agradeceu o apoio das instituições parceiras e destacou que a Secretaria Municipal de Turismo foi uma das primeiras a abraçar a ideia e, por isso, existe a intenção de, ao menos uma vez por mês até a chegada do verão, promover atividades dessa natureza.

A ação foi organizada pela Associação Coaquira de Guias de Turismo, Monitores e Condutores de Ubatuba, contou com o apoio da Prefeitura de Ubatuba e de diversas entidades e empresas, como a associação Amigos na Preservação, Proteção e Respeito a Ubatuba – APPRU,  Sabesp, Associação dos Amigos e Remadores da Canoa Caiçara – Aarcca, Equipe Cernes – Projeto Caiçara Nativo Nativo Caiçara, Ambientalize-Se, Boomerang Reciclagem e as escolas EM Idalina Graça e EE Dr Esteves da Silva.

Deixe um comentário