Marinha do Brasil alerta para ventos fortes e ressaca com a chegada de frente fria no Litoral Norte

A Marinha do Brasil alerta para a passagem de uma frente fria que poderá provocar ventos fortes ventos e ressaca marítima, entre esta quarta-feira (26/1)  e sexta-feira (28/1). O pedido é de atenção e cuidado da população durante esse período.

De acordo com o Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), participa que a passagem de uma frente fria poderá provocar ventos de direção Sul a Sudeste, com intensidade de até 75 km/h (40 nós), na faixa litorânea dos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, ao sul de Laguna, entre a noite do dia 26 e a tarde do dia 28 de janeiro.

O mesmo sistema poderá provocar ventos de direção Sudoeste a Sudeste, com intensidade de até 75 km/h (40 nós), na faixa litorânea dos estados de Santa Catarina, Paraná e São Paulo, do norte de Laguna-SC ao sul de Santos-SP, entre a tarde do dia 27 e a noite do dia 28 de janeiro.

Os ventos associados a esse sistema poderão provocar ondas de direção Sudoeste a Sudeste, com altura de até 4,0 metros em alto-mar, e ressaca com ondas de direção Sul a Sudeste, com altura de até 2,5 metros, na faixa litorânea entre os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, ao sul de Laguna, da manhã do dia 27 até a manhã do dia 28 de janeiro.

A Marinha do Brasil mantém todos os avisos de mau tempo em vigor no endereço eletrônico https://www.marinha.mil.br/chm/dados-do-smm-avisos-de-mau-tempo/avisos-de-mau-tempo.

Adicionalmente, as informações meteorológicas podem ser visualizadas na página do Serviço Meteorológico Marinho no Facebook, no link: https://www.facebook.com/sevicometeorologicomb/, e por meio do aplicativo “Boletim  ao Mar”, disponível para download na internet, tanto para o sistema Android quanto para  iOS, desenvolvido em parceria entre a Marinha do Brasil e o RUMAR – Instituto Rumo ao Mar. Alerta-se aos navegantes que consultem essas informações antes de se fazerem ao mar e solicita-se ampla divulgação às comunidades de pesca e esporte e recreio.

 

Deixe um comentário