Prefeito de Ilhabela defende municipalização do serviço de travessia de balsa e promete ir à Justiça

O Prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, mais uma vez defendeu que o serviço de travessia de balsa seja municipalizado.

O Governo de São Paulo publicou na última terça-feira (30/11) o edital para a concorrência internacional da concessão do Sistema de Travessias Litorâneas, que inclui a travessia entre São Sebastião e Ilhabela.

“Não fomos ouvidos em nenhum momento do processo. Não adianta falar que vão aumentar embarcações e viagens se nem estão levando em conta o sistema viário de Ilhabela. Estamos preparando um Plano de Cargas e nosso objetivo é limitar o número de veículos na Ilha. A gente entende que Ilhabela, como arquipélago, não tem como receber todos que queiram vir para cá. Queremos montar um sistema que o turista garanta sua entrada com antecedência, limitando o número de pessoas e carros”, afirmou Colucci.

Segundo o Estado, a empresa que vencer a concessão terá que realizar 51 viagens nos dias úteis e 77 nos dias de fins de semana na travessia entre São Sebastião e Ilhabela após um ano da assinatura do contrato. Atualmente, são realizadas 42 viagens diárias. Nos meses de maior movimentação, a concessionária terá que realizar um número mínimo de 71 viagens nos dias úteis e 97 nos dias de fim de semana.

“Vamos entrar na Justiça para brigar contra isso e contra essa atitude do governador João Dória. Pedi uma atenção especial, mas parece que o Estado quer mesmo vender esse sistema. O governador tem que ouvir o Litoral Norte na questão da travessia, especialmente Ilhabela”, finaliza.

Deixe um comentário