Prefeitura de Ilhabela tem projeto de Saúde Bucal premiado e publicado como artigo científico

No total, 675 trabalhos foram apresentados e o Programa desenvolvido pelo Executivo foi um dos 20 premiados

O prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório, recebeu na tarde desta quinta-feira (4), representantes da equipe de Saúde Bucal do município, que entregaram exemplar do resultado do trabalho premiado, publicado recentemente como artigo científico pela revista Bis – Boletim do Instituto de Saúde.

A Administração havia sido premiada com menção honrosa, pela 15º Mostra de Experiências Exitosas dos Municípios, durante o 32º Congresso do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo (Cosems/SP), realizado em abril de 2018, em Rio Claro, com a apresentação do Programa de Assistência Integral em Saúde Bucal entre Escolares no Município de Ilhabela: histórico de 2005 aos dias atuais.

Na ocasião foram apresentados 675 trabalhos de 83 cidades do Estado de São Paulo. O projeto, de autoria do coordenador de Saúde Bucal de Ilhabela, Henrique Cavalli Torres e do cirurgião dentista da Unidade Básica de Saúde do município, Antônio Carlos Galante, foi um dos 20 trabalhos selecionados e premiados.

A premiação culminou na apresentação do programa no Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), em Belém (PA), em junho de 2018 e também na publicação do mesmo como artigo científico, na revista Bis que foi lançada, oficialmente, na 33ª edição do Congresso do Conselho Estadual, no último 28 de março, que compõe acervo mundial para consulta como trabalho do mais alto gabarito científico e estratégico ao Sistema Único de Saúde (SUS).

O Congresso representou um marco em qualidade e quantidade de trabalhos e experiências exitosas dentro do SUS, desenvolvidas pelos municípios por intermédio de seus profissionais de saúde.

De parceria com a Secretaria de Educação, o projeto premiado atende crianças de 0 a 16 anos e foi iniciado em 2005, baseado do Programa Brasil Sorridente. Consiste na intervenção de agentes de saúde bucal que visitam mensalmente todas as escolas municipais realizando orientações de higiene oral, evidenciação de placa bacteriana e escovação supervisionada durante o ano letivo. Concomitantemente, os cirurgiões dentistas e suas auxiliares visitam as escolas semestralmente para avaliação de risco, orientações e aplicação tópica de flúor, encaminhando para a Unidade de Saúde todas as crianças com necessidade de tratamento.

Como resultado do programa, foi constatada uma diminuição acentuada de cáries. Em 2006, as crianças sem cáries aos 12 anos representavam 47,75% e em 2017 a porcentagem aumentou para 80,88%.

“A saúde é uma das prioridades no nosso município e receber um prêmio como este, ter um programa da rede publicado como artigo científico me deixa extremamente orgulhoso e feliz. Isso demonstra a competência da nossa equipe e do ótimo atendimento prestado à população”, ressaltou o prefeito Márcio Tenório.

Durante o encontro com o prefeito estavam presentes, além dos autores do projeto, o secretário adjunto de Saúde, Gustavo Barboni, e o funcionário do Núcleo de Apoio da Saúde da Família, Fernando Augusto da Silva.

Deixe um comentário