Prefeitura de Ubatuba recebe novo lote de vacina contra a Covid-19

Vacinação de trabalhadores da saúde continua com imunizante da Astrazeneca/Fiocruz

A Vigilância em Saúde de Ubatuba começou nesta sexta-feira, 29, a vacinação da equipe de trabalhadores da saúde vinculados à Atenção Básica do município. A vacina a ser ministrada a parte desse público-alvo é a da Astrazeneca/Fiocruz. Um total de 640 doses desse imunizante chegou à cidade no último dia 27.

A vacinação será feita de forma volante, isto é, as equipes de enfermagem da secretaria de Saúde vão até os locais de trabalho para vacinar os profissionais de saúde presentes, incluindo todo pessoal administrativo e de apoio aos serviços de saúde (transportes, auxiliares de serviços gerais, manutenção da saúde, vigias, entre outros).

Cada unidade será previamente avisada sobre a data para que haja tempo hábil de comunicar seus funcionários. Caso algum profissional esteja ausente no dia e horário da vacinação, o mesmo será orientado a receber o imunizante na sede da secretaria municipal de Saúde.

Além das unidades básicas de saúde, serão vacinados profissionais do Setor de Transporte da Saúde, Assistência Farmacêutica, Almoxarifado, Diretoria de Planejamento, Ambulatório de Infectologia, CAPS I, CAPS AD, UNIR, NASF, Supervisão de Vigilância em Saúde, CCZ e CRA. Já os profissionais do setor de Medicina do Trabalho serão chamados a irem à secretaria de Saúde.

O público-alvo de profissionais do SUS, incluindo a Santa Casa de Ubatuba, corresponde a um total de 1.250 funcionários (entre concursados da prefeitura, ministério da saúde, estado e terceirizadas).

Balanço da primeira etapa

Como parte da primeira etapa da vacinação, Ubatuba recebeu 840 doses da vacina Coronavac/Butantan. Com esse lote, até quinta-feira, 28, foram imunizados (primeira dose) o seguinte público-alvo:

  •  População indígena com 18 anos ou mais das aldeias Boa Vista, Rio Bonito e Renascer: 121 pessoas
  •  Todos os funcionários do SAMU e das unidades de Pronto-Atendimento (PA): 60 pessoas
  •  Idosos institucionalizados no Lar Vicentino: 18 pessoas
  •  Trabalhadores da saúde das aldeias indígenas e do Lar Vicentino: 33 pessoas
  •  Santa Casa: 417 pessoas
  •  Serviço Funerário: 08 pessoas
  •  Unidade de Apoio ao Diagnóstico das Síndromes Gripais (posto de coleta para exame de Covid-19): 07 pessoas

Os boletins epidemiológicos da Covid-19 trarão os dados do número de doses aplicadas conforme forem sendo recebidos pela Vigilância em Saúde. Até o momento, já foram aplicadas um total de 664 vacinas.

Segundo orientação da secretaria estadual de Saúde, a segunda dose da Coronavac será aplicada 21 dias após a primeira e conforme forem chegando novos lotes da vacina.

Neste momento, a vacinação ainda não está aberta para a população em geral ou para profissionais de saúde da rede privada e nem para familiares de profissionais de saúde ou profissionais de saúde aposentados.   Não há previsão ainda de calendário de convocação dos demais da população-alvo. Confira abaixo a lista de todos os grupos prioritários:

Primeira fase:

  • Trabalhadores da saúde
  • Pessoas com 60 anos ou mais residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas)
  • Pessoas com Deficiência com 18 anos de idade ou mais, vivendo em residências inclusivas (institucionalizadas)
  • Indígenas com 18 anos ou mais vivendo em terras indígenas

Demais etapas:

  • Pessoas de 60 anos ou mais
  • Povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas
  • Grupo com morbidades
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade.
  • População privada de liberdade
  • Pessoas em situação de rua
  • Forças de Segurança e Salvamento
  • Forças Armadas
  • Trabalhadores da educação
  • Pessoas com deficiência permanente grave
  • Caminhoneiros
  • Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros Urbano e de Longo Curso
  • Trabalhadores Portuários
  • Trabalhadores de Transporte Aéreo
  • Trabalhadores de Transporte Metroviário e Ferroviário
  • Trabalhadores de Transporte Aquaviário

Deixe um comentário