Protesto de caminhoneiros já dura 11 horas e caminhões e vans não podem seguir viagem na rodovia dos Tamoios

Desde as 20h desta quarta-feira (08) somente veículos de passeio, motocicletas, ônibus, ambulâncias e caminhão de lixo estão liberados para seguir viagem.

Atualizado: 06h00

Um protesto de caminhoneiros apoiadores do presidente Bolsonaro impede, desde as 20h, que caminhões e vans trafeguem pela rodovia dos Tamoios a SP-99. O bloqueio acontece no início da rodovia em Caraguatatuba entre os bairros Jaraguazinho e a entrada do Rio do Ouro.

No começo da manhã desta quinta-feira (09/09), na rodovia dos Tamoios, segundo a concessionária, o tráfego está fluindo normalmente, com tempo nublado e neblina em pontos isolados no trecho de serra e planalto. Não há registro de acidentes. Cerca 60 caminhões estavam parados no trecho.

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, os caminhoneiros estão no acostamento da rodovia sentido São Jose dos Campos, impedindo que caminhões e vans trafeguem, mas o tráfego está liberado para carros de passeio, motos, ônibus, ambulâncias e caminhão de coleta de lixo.

Os caminhoneiros reivindicam uma queda no valor do diesel na bomba hoje (R$4,616) e são contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A manifestação foi organizada via grupo de Whatsapp e não tem um líder ou um sindicato no comando. Eles alegam que são um movimento dos caminhoneiros autônomos lutando pelo Brasil.

Nesta madrugada também houve uma correria de motoristas em postos de combustíveis do Litoral Norte depois que áudios que circulavam nas redes sociais davam conta que a gasolina iria subir e até poderia faltar pelos caminhões estarem parados nos bloqueios em outras rodovias do Brasil. Neste posto em Caraguatatuba a fila já saia do posto de motoristas que estavam preocupados em ficar sem combustível.

 

 

 

Deixe um comentário