São Paulo tem 2,7 milhões de CNHs vencidas durante a pandemia

Poupatempo recomenda que condutores se antecipem e e concluam a renovação utilizando as plataformas digitais

Cerca de três milhões de motoristas deixaram de renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em São Paulo durante a pandemia. Impulsionado pelo fechamento temporário dos postos do Poupatempo, durante o período mais crítico e pela revogação dos prazos pelo Governo Federal, o serviço, que desde maio do ano passado está disponível no aplicativo Poupatempo Digital, deve ser realizado neste momento, de forma remota, com segurança, agilidade e autonomia.

Para evitar correria quando os novos prazos forem retomados, o Poupatempo recomenda aos condutores que se antecipem e concluam a renovação utilizando as plataformas digitais – o portal www.poupatempo.sp.gov.br e o aplicativo Poupatempo Digital. O serviço também pode ser realizado pelos canais digitais do Detran.SP.

“Temos um número muito elevado de CNHs vencidas, por isso trazemos esse alerta: não deixem para a última hora. É importante que a população aproveite as facilidades do digital, acesse nosso portal ou aplicativo, e regularize o documento enquanto os prazos ainda estão suspensos no estado de São Paulo. O serviço é rápido, simples e seguro. Lembrando que, quem precisa alterar os dados da CNH, como mudança de nome e sobrenome, além de outras características, deve realizar o agendamento pelos canais digitais para atendimento presencial em uma de nossas unidades”, reforça Murilo Macedo, diretor da Prodesp – empresa de Tecnologia do Governo de São Paulo, responsável pela administração do Poupatempo.

Antes da pandemia de Covid-19, com os postos do Poupatempo e Detran.SP abertos, uma média de 287 mil renovações de CNHs eram realizadas por mês em todo o estado. De março a agosto de 2020, quando as unidades suspenderam o atendimento ao público durante o período de maior restrição da doença, a média caiu para 62 mil ao mês. Após a retomada das atividades e a reabertura gradual dos postos, a média mensal de renovações permanece em aproximadamente 270 mil.

Nos sete primeiros meses de 2021, cerca de 1,8 milhão de cidadãos deram entrada ao processo de renovação da habilitação. Desse total, mais de 1,2 milhão de atendimentos foram realizados de forma online, pelo site e app do programa. Em julho, o serviço bateu recorde, com 365 mil solicitações em todos os canais – digital e presencial.

“Com a digitalização dos serviços, os processos para renovação de CNH se tornaram menos burocráticos, permitindo que as pessoas resolvessem suas pendências de forma rápida e simples durante o período de pandemia. Com a retomada segura das atividades do Estado e a possibilidade de revogação dos prazos, nossa recomendação é que a população faça a renovação e conclua o serviço o quanto antes”, destaca Neto Mascellani, diretor-presidente do Detran.SP.

O Poupatempo disponibiliza aproximadamente 150 serviços online, com segurança e agilidade, proporcionando mais autonomia aos usuários, que podem realizar os atendimentos a qualquer momento do dia, pelo computador ou celular.  Entre as opções, estão as de licenciamento de veículos, consulta de IPVA, carteira de trabalho, seguro-desemprego, acesso à carteira de vacinação contra a Covid-19, entre outras.

Os serviços realizados presencialmente, mediante agendamento obrigatório, são os de RG (primeira via e renovação com alteração de dados), por conta da coleta biométrica, e os do órgão estadual de trânsito, como a transferência interestadual e mudança nas características do veículo, além de transferência de CNH.

Renovação da CNH

Para renovar a CNH, basta acessar o portal www.poupatempo.sp.gov.br ou aplicativo Poupatempo Digital, clicar em Serviços > CNH > Renovação de CNH. Após confirmar os dados, o motorista agenda e realiza o exame médico na clínica credenciada indicada pelo sistema.

Quem exerce atividade remunerada ou optar pela inclusão do EAR na CNH, precisa passar também pela avaliação psicológica e será direcionado a um profissional credenciado.

Se for aprovado nos exames, é necessário pagar a taxa de emissão e aguardar as orientações que serão enviadas por e-mail pelo Denatran para acessar a CNH Digital, que tem a mesma validade do documento físico, disponível no aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT). Caso cidadão não receba o e-mail, também pode consultar a versão digital através do site do Poupatempo. Para evitar deslocamentos e proporcionar mais conforto e comodidade, o cidadão irá receber o documento emitido em casa, pelos Correios, no endereço de cadastro do motorista junto ao Detran.SP.

Deixe um comentário