Secretaria da Saúde de Caraguatatuba presta contas do 1º quadrimestre de 2021 em audiência online

A prestação de contas do 1º Quadrimestre de 2021 da Secretaria de Saúde de Caraguatatuba ocorreu na manhã desta sexta-feira (28/5), em uma audiência pública online, na Câmara Municipal. A comunidade pôde acompanhar pelo site (https://www.camaracaragua.sp.gov.br/) e redes sociais (Página da Câmara de Caraguatatuba no Facebook e Canal da Câmara de Caraguatatuba no YouTube) do Legislativo, como medida de distanciamento social a para conter a disseminação da Covid-19.

Os trabalhos foram coordenados pelo secretário de Saúde, Gustavo Boher, auxiliado pela secretária adjunta, Derci Andolfo, e a presidente do Conselho Municipal de Saúde (Comus), Priscila Meyer. O presidente da Câmara de Caraguatatuba, Renato Leite Carrijo de Aguilar, recepcionou os técnicos da secretaria, acompanhado remotamente pelos vereadores Jair Silva e Vera Lúcia de Moraes. O servidor Adriano Gazalli, designado orador, expôs dados da saúde durante 1h11.

A Secretaria de Saúde agendou 8.527 consultas e 7.509 exames no Ambulatório Médico de Especialidades (AME), contra 8.741 consultas e 4.346 exames registrados no 3º quadrimestre de 2020.  Foram 1.530 (347 a menos em relação ao 3º quadrimestre de 2020) ausências nas consultas e 406 (616 a menos em relação ao 3º) nos exames no 1º quadrimestre, o equivalente as taxas de absenteísmo (falta) de 20,37% e 21,48 % para cada procedimento, respectivamente. Nos Centros de Especialidades Médicas (CEM) Centro e Sul, o número de consultas agendadas chegou a 8.527 e o de exames a 6.903, totalizado 1.839 e 1.316 ausências para cada procedimento, respectivamente.

A Casa de Saúde Stella Maris contou com 2.338 internações, com 472 cirúrgicas, 878 médicas, 655 obstétricas e 333 pediátricas em janeiro, fevereiro, março e abril. A instituição realizou 11.154 consultas médicas no período.

Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Centro foram 22.750 consultas em adultos, 2.599 em crianças e 28.044 acolhimentos e classificações de risco feitos pela equipe de enfermagem.  Permaneceram em observação de até 24h, 64 adultos e 12 crianças.

A UPA Sul, no Perequê-Mirim, registrou 21.213 consultas em adultos, 3.992 infantis e 26.802 acolhimentos e classificações de risco na enfermagem. As internações com até 24h em observação contabilizaram 441 adultos e nove crianças na unidade.

A UPA Covid, criada especialmente para o combate da pandemia do novo coronavírus, computou 22.013 consultas em adultos, 4.917 em crianças e 29.225 acolhimentos e classificações de risco da equipe de enfermagem. A UPA Covid contou com 239 observações adultas e 79 infantis com 24h de duração.

A Unidade de Pronto Atendimento do Massaguaçu, na Região Norte, fez 10.271 consultas em adultos, 2.221 consultas infantis e 14.167 acolhimentos e classificações de risco. No PA do Massaguaçu, 114 adultos e oito crianças permaneceram ao menos um dia em observação.

As 12 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município fizeram 45.333 consultas médicas, 24.614 consultas de enfermagem, 295 atendimentos médicos domiciliares, 1.578 atendimentos em casa da equipe de enfermagem e 110.078 visitas residenciais dos agentes comunitários de saúde.

SAMU e Transporte – As quatro Unidades de Suporte Básico (distribuídas entre as regiões do Centro, Centro-Norte, Centro-Sul, Norte e Sul) e Avançado (que cobre a cidade inteira) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram chamadas 4.118 e 384 vezes, respectivamente. As ocorrências envolveram 1.662 mal súbitos, 175 convulsões, 137 gestantes e 57 casos de hipertensão. O SAMU também foi chamados em 124 acidentes de motocicleta, 51 de bicicleta e 73 acidentes de trânsito com vítimas, além 555 acionamentos para atender quedas ou traumas. Os 84 veículos do Setor de Transporte da Secretaria de Saúde movimentaram 5.795 pacientes dentro do município e 9.694 para tratamentos em outras cidades.

Prevenção à Covid-19

A Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde promoveu 932 inspeções de prevenção à Covid-19, em conjunto com a Fiscalização do Comércio, Fiscalização de Posturas e o Grupo de Vigilância Sanitária (GVS) do Estado de São Paulo, que também realizou outras 2.176 inspeções.  As ações resultaram 63 multas por falta de uso de máscara no interior do estabelecimento (9); excesso de pessoas (3); venda de bebida alcoólica após às 20h (19); funcionamento após o horário permitido (24); aula de atividade física em grupo com aglomeração de pessoas (1); funcionamento sem a licença sanitária (6); consumo de alimento fora do quarto de meio de hospedagem (1); e promoção de eventos (3); além de 11 interdições.

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) fez 71 castrações. As atividades de combate à dengue envolveram 30.770 atividades entre bloqueio mecânicos, casa a casa, eliminação de criadouros, 2.059 nebulizações e outras 490 vistorias em imóveis especais e pontos estratégicos.

A prestação de contas da Secretaria de Saúde atende aos artigos 36 e 41 da Lei Complementar 141/2012,  que determina a elaboração de um relatório detalhado referente ao quadrimestre anterior, com o montante dos recursos aplicados no período, oferta e produção de serviços públicos, entre outras ações do Sistema Único de Saúde (SUS), para ser apresentado em audiência pública até o final dos meses de maio, setembro e fevereiro, na Câmara de Caraguatatuba, após a análise e aprovação do Conselho Municipal de Saúde (Comus).

Deixe um comentário