Ubatuba decreta situação de emergência nas áreas afetadas pelas chuvas

São 12 regiões que compõem a lista; atualmente, 125 pessoas estão desalojadas

A Prefeitura de Ubatuba emitiu um Decreto nesta segunda-feira, 04, decretando situação de emergência nas áreas afetadas pelas fortes chuvas.  Doze bairros foram mais atingidos e a medida se fez necessária para garantir a preservação do bem-estar da população e das atividades socioeconômicas dos locais atingidos, como uma medida imediata para combater situações emergenciais.

Até a manhã desta terça-feira, 05, 125 pessoas continuam desalojadas. Três famílias já retornaram para suas residências.

Confira a situação até o momento:

Taquaral

14 famílias  – 26 adultos /17 crianças. Total: 43 pessoas

Tancredo

24 famílias –  44 adultos/ 37 crianças. Total: 81 pessoas

Olga Gil

04 famílias – 06 adultos/ 09 crianças. Total: 15 pessoas

Ajuda

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil entregou itens de ajuda humanitária como: quatro rolos de lona plástica, 300 cobertores, 10 caixas de roupas e 60 colchões. No último domingo, 03, o Fundo Social de Solidariedade de Pindamonhangaba enviou, por meio da Guarda Civil Municipal da cidade, itens como álcool gel, arroz, macarrão, açúcar, leite em pó, papel higiênico , detergente, desinfetante , sabonete, creme dental, e cobertores.

Comerciantes, empresários, associações, poder legislativo e instituições religiosas e de classe em Ubatuba também estão ajudando constantemente.

A Prefeitura agradece a doação de roupas e enfatiza que, no momento, a maior necessidade é a arrecadação de alimentos e produtos de limpeza.

Defesa Civil

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil também enviou duas equipes ao município para atuar em conjunto com a Defesa Civil de Ubatuba na vistoria dos locais afetados pelas chuvas, que foram sinalizados. A população também recebeu orientação sobre riscos.

Uma das equipes pernoitou em Ubatuba, para o caso de surgirem novas necessidades ao longo da madrugada. Felizmente, a chuva diminuiu e não houve novos incidentes de gravidade.

Os desalojados devem retornar às suas casas após a devida liberação pela Defesa Civil.

A prefeita Flavia Pascoal agradeceu todos os esforços da Defesa Civil, equipe e voluntários que estão trabalhando desde o primeiro dia do ano e destacou a importância de buscar soluções efetivas para os alagamentos na cidade. “Sabemos que não temos canais ou planos de drenagem. Por isso, já estamos nos mobilizando para elaborar um plano e buscar

Recursos a fim de equiparar esse déficit de drenagem urbana”, afirmou.

Saiba quais são os 12 bairros em emergência:

1 -Angelim;

2- Bela Vista;

3- Estufa I;

4- Estufa II;

5- Itamambuca;

6- Mato Dentro;

7- Parque Guarani;

8- Pedreira;

9- Pedreira Alta;

10- Pereque-Açu

 11- Sesmaria;

12- Taquaral.

Deixe uma resposta