Caraguatatuba realiza ações para profissionais da saúde sobre combate à sífilis e reforça importância do diagnóstico precoce

Caraguatatuba realiza nesta semana as ações da ‘Semana D’ em alusão ao Dia Nacional de Combate à Sífilis e Sífilis Congênita que é lembrado no terceiro sábado do mês. Neste ano, o dia será 16 de outubro.

As ações serão promovidas pela Secretaria de Saúde e tem como foco estimular a participação dos profissionais da saúde na luta contra a infecção. Também se espera a redução do número de casos de sífilis, ampliação da cobertura de diagnóstico e tratamento adequado, principalmente durante o pré-natal.

Serão três dias (13, 14 e 15 de outubro) de rodas de conversa voltadas aos profissionais da rede para o esclarecimento de dúvidas e discussão sobre casos e protocolos do Ministério da Saúde quanto ao tratamento e o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece à pessoa que é diagnosticada com sífilis.

A fiscal de saúde pública e organizadora das ações, Ceci Oliveira, explica que é muito importante a população saber que sífilis tem cura e que o tratamento é eficaz e gratuito. “As pessoas precisam compreender a necessidade do diagnóstico precoce, por isso, é primordial procurar o serviço de saúde”, ressalta.

Foto: Luís Gava/PMC

Ainda segundo Ceci, para as gestantes que possuem sífilis o tratamento é ainda mais necessário. Ela enfatiza que ele precisa se estender à mãe e ao parceiro. “A sífilis requer muita atenção, às vezes, é muito difícil identificar os sintomas. Ela pode causar aborto ou nascimento prematuro”.

O tratamento durante o pré-natal evita que bebê adquira problemas graves como, por exemplo, neurológicos. Por isso, Ceci reforça que fazer o teste, em qualquer período gestacional, é “extramente necessário”.

Qualquer pessoa, a partir dos 12 anos, que possua uma vida sexual ativa, ou que tenha sido exposta a alguma situação de risco, pode realizar os testes rápidos para a detecção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) – sífilis, HIV/Aids, hepatite C e B.

Os testes são ofertados, gratuitamente, e realizados de forma sigilosa. Ele está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de segunda a quinta-feira. Na Unidade de Atendimento a Moléstias Infectocontagiosas (UAMI), eles podem ser realizados nos mesmo dias, das 9h às 15h.

Cronograma das ações

Dias 13 e 14 de outubro (para profissionais de saúde): Roda de conversa para equipes de enfermagem do Programa de Saúde da Família (PSF) das UBSs – Presença dos profissionais da Vigilância Epidemiológica do Estado.

Dia 15 de outubro (para profissionais de saúde): Roda de conversa para médicos do PSF – Presença da infectologista da rede municipal de saúde.

Deixe um comentário