Casa de Saúde Stella Maris, de Caraguatatuba, completa 70 anos de atuação em favor da saúde dos moradores do Litoral Norte

Exposição fotográfica no Serramar Shopping, em Caraguatatuba, vai relembrar história e evolução da instituição

A Casa de Saúde Stella Maris, de Caraguatatuba, completa, no dia 24 de maio, 70 anos de atuação em favor da Saúde no Litoral Norte. A data tem especial importância para a população da cidade e para a Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, que é responsável pela instituição.

A celebração começa amanhã, dia 5, a partir das 15h, com uma exposição fotográfica no Serramar Shopping, que relembrará a história e a evolução da instituição. No dia 24, haverá uma missa em Ação de Graças, na Capela do Hospital.

Para a diretora geral da Casa de Saúde Stella Maris, Irmã Neusa Sudário, comemorar os 70 anos do hospital é uma dádiva. “Que Deus continue derramando suas graças sobre essa obra. Que Nossa Senhora proteja a todos os pacientes e colaboradores”, disse.

História

A história da Casa de Saúde Stella Maris está intimamente ligada ao dia a dia da população de Caraguatatuba que, se não nasceu no hospital, já recebeu algum tipo de atendimento ou teve algum parente internado na instituição.

No início da década de 50, as religiosas da Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, fundada em 1936 pela Venerável Madre Maria Teresa de Jesus Eucarístico, iniciaram um trabalho de ajuda aos mais necessitados em Caraguatatuba, onde não havia qualquer tipo de assistência hospitalar.

Após a doação de um terreno feita pelo Padre Américo Virgílio Endrissi, em 24 de maio de 1952, foi inaugurada uma parte da planta total da “Santa Casa local sob o nome de Casa de Saúde Stella Maris”, conforme a ata de inauguração.

No começo, as religiosas faziam quase todos os atendimentos e partos. Os médicos eram chamados em situações de emergência para os atendimentos de maior complexidade.

Stella Maris faz parte de uma grande Obra Missionária

A Casa de Saúde Stella Maris faz parte de uma grande obra missionária criada pela Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, entidade filantrópica que está presente no Brasil, Portugal, Itália e Moçambique. São 5 hospitais, incluindo o Stella Maris, abrigos para idosos, centros de formação religiosa e humana, além da atuação em pastorais e uma missão humanitária na África.

Atualmente, os hospitais administrados pela Congregação realizaram uma média de 2 milhões de atendimentos pelo SUS e 7 mil partos.

Hospital evolui junto com Caraguatatuba

Na busca contínua por um atendimento de excelência à população do Litoral Norte, a Casa de Saúde Stella Maris vem ampliando sua estrutura e aperfeiçoando seu atendimento ao longo dos anos.

“Entre as melhorias realizadas nos últimos anos, podemos destacar a ampliação e reforma da sala de emergência, a inauguração da Maternidade e da primeira UTI neonatal do Litoral Norte com 11 leitos, a reforma da Pediatria, da recepção central e do estacionamento”, disse a diretora administrativa do hospital, Tatiane Santos.

A partir de 2020, com a chegada da pandemia, o Stella Maris tornou-se referência no Litoral Norte na internação de pacientes graves. Em 2021, inaugurou o Centro de Reabilitação Psiquiátrico, com 10 leitos de internação, e o Ambulatório de Especialidades destinado a pacientes de convênios e particulares.

“A Casa de Saúde Stella Maris está em franca expansão. As reformas da estrutura física, bem como os avanços na hotelaria e na qualidade do atendimento consolidam nossa visão de futuro focada na satisfação do cliente”, disse Tatiane.

Estrutura: equipe de 170 médicos

A Casa de Saúde Stella Maris conta atualmente com 665 colaboradores, além de 170 médicos que realizam cerca de 8.428 internações por ano e 27 mil exames laboratoriais. Conta atualmente com 162 leitos de internação clínica e cirúrgica, 10 leitos de UTI Adulto e 11 leitos de UTI neonatal. Atende pacientes de convênios, particulares e SUS.

É referência no Litoral Norte em Maternidade de Alto Risco e UTI Neonatal e referência municipal em traumato-ortopedia (pacientes acidentados) e Cirurgia Geral.

Dona Maria Auxiliadora: o primeiro bebê nascido na Casa de Saúde Stella Maris

24 de maio de 1952 foi uma data abençoada. Neste dia, Caraguatatuba ganhava a Casa de Saúde Stella Maris e nascia a pequena Maria Auxiliadora, o primeiro bebê do hospital.

Quase 70 anos depois, Dona Maria Auxiliadora Alves de Godoi se diverte com a história. “Minha mãe sempre contava que fui o primeiro bebê. O prefeito da época, Altamir Tibiriça Pimenta, doou berço e enxoval”, conta.

Acolhida por Irmã Celeste, uma das religiosas que atuavam no hospital na época, a primeira bebê também ganharia um nome especial. “A Irmã escolheu meu nome em homenagem a Nossa Senhora Auxiliadora, santa celebrada no dia do meu nascimento”, explica.

Com o passar dos anos, Dona Maria Auxiliadora voltou várias vezes à Casa de Saúde Stella Maris para participar de festas, ir à capela, ter os três filhos e ser homenageada por seus 50 anos.

A próxima visita da primeira bebê será especial. Ela irá celebrar junto com a Casa de Saúde Stella Maris seus 70 anos em uma missa que acontecerá na instituição.

Deixe um comentário