COVID-19: Com 15,5% da população testada, São Sebastião possui cerca de 90% recuperados

O diretor-executivo da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, afirma que a única forma de enfrentar a Covid-19 enquanto não existir vacina é, de um lado, testar todos os suspeitos, rastrear seus contatos e isolá-los e, de outro, manter o distanciamento social, uso de máscaras e higiene das mãos e ao espirrar ou tossir.

São Sebastião tem feito a sua parte. Desde o começo da pandemia, o foco da Secretaria de Saúde Municipal tem sido ampliar o número de testes para identificar o perfil de cada caso e poder rastrear a doença na cidade.

Para tanto, vem sendo realizada a testagem por segmentos da sociedade, como profissionais da saúde, de segurança, de agências bancárias, comércios, postos de gasolina, do setor de beleza, condomínios, etc. Até o momento, 13.823 pessoas realizaram teste rápido, cerca de 15,5% da população.

Quando um caso é positivado, automaticamente, esse paciente entra em quarentena domiciliar e passa a ser acompanhado, assim como sua família, por uma equipe de monitoramento formada por médicos, enfermeiros e psicólogos. Atualmente há 131 pessoas positivadas em quarentena.

Também tem sido realizado o tratamento precoce com hidroxicloroquina, azitromicina e medicamentos complementares logo que um paciente apresenta sintomas da Covid-19, medida que tem reduzido consideravelmente os casos graves e salvado vidas no município.

Graças a todo esse protocolo epidemiológico e ao acompanhamento médico – testagem, monitoramento e tratamento precoce – São Sebastião vem mantendo uma alta taxa de recuperação. De acordo com dados desse domingo (20), 1.341 pessoas conseguiram vencer a doença, o que corresponde a mais de 88% de recuperados.

São Sebastião possui um Comitê de Gestão de Crise que realiza periodicamente reuniões para tratar apenas de soluções e medidas que amenizem os efeitos da pandemia na cidade.

Deixe uma resposta