Equipe do Instituto Argonauta avista “mamães” baleias jubartes com seus filhotes em Ilhabela

Nessa segunda-feira, dia 8 de junho, a equipe do Instituto Argonauta avistou quatro baleias jubartes na cidade de Ilhabela, litoral norte paulista. De acordo com o biólogo Manuel da Cruz Albaladejo, em um primeiro momento foram avistadas duas Jubartes e depois foram avistadas mais duas. “Nos dois avistamentos eram fêmeas adultas com seus respectivos filhotes, já mais grandinhos”, detalhou o biólogo.

As imagens são lindas, com direito a “aulas” de pec-slap – comportamento de bater a nadadeira peitoral na água.

Segundo Albaladejo, geralmente as jubartes migram da Antártica para a costa sul da Bahia durante o inverno para fins de reprodução e amamentação. O motivo da migração é porque na Bahia há água mais quente e mais limpa. “Mesmo que pra nós seja inverno, pra elas que vem da Antártida é como se fossem férias de verão”, exemplifica Manuel em relação a temperatura da água.

Os filhotes acompanham o longo trajeto das baleias até a costa sul da Bahia, mas o filhote poderá permanecer mais algum tempo junto de sua mãe ou separar-se dela. Ainda que independente, ele não estará completamente desenvolvido. Ele pode realizar até cinco migrações completas antes de atingir sua maturidade sexual, por volta dos quatro ou seis anos de idade. (Com informações do Projeto Baleia Jubarte)

Divulgação/Instituto Argonauta

 

Deixe um comentário