Homem que assediou estagiárias em Caraguatatuba torna-se réu em ação do MPSP

Ele responderá por importunação sexual

O Poder Judiciário em Caraguatatuba recebeu denúncia apresentada pelo MPSP contra um funcionário da administração municipal que praticou importunação sexual contra cinco estagiárias de um órgão público.

Segundo o promotor de Justiça Rodrigo Borges, os crimes envolveram beijos sem consentimento e toques nas partes íntimas das vítimas.

Na mesma decisão que transformou o denunciado em réu, a Justiça o proibiu de manter contato com vítimas e testemunhas. ​A ação penal tramita em segredo de Justiça.

Na esfera cível, o homem é alvo de ação por improbidade administrativa ajuizada por violação a princípios da Administração Pública. No âmbito deste processo, a Promotoria requer que ele seja condenado à penas como a perda da função pública e a suspensão dos direitos políticos.

 

Deixe uma resposta