O 3º dia do Hang Loose Surf Attack foi marcado pela vitória de Aurora Ribeiro no Girls Best Trick

O domingo será de decisões para fechar o ranking do circuito de surf de categorias de base do Estado de São Paulo
 
O terceiro dia do Hang Loose Surf Attack foi marcado pelo Girls Best Trick – melhor manobra entre as meninas – vencido pela ubatubense Aurora Ribeiro, que faturou o cheque de R$ 1.000,00, oferecido pela Sthill, no sábado (4), durante a decisiva etapa do mais tradicional evento de surf de categorias de base do Brasil, que definirá os campeões paulistas de surfe na Praia do Tombo, em Guarujá, Baixada Santista, neste domingo (5).

Aurora imprimiu muita força, velocidade, estabilidade e potência num rasgadão que acertou o crítico de uma onda de direita, jogando muita água. “Eu não estou nem acreditando que venci. Estou muito feliz. Nossa, é uma emoção mesmo. O evento está muito bem organizado. Está tudo bem. Nossa, estou muito feliz”, comemorou Aurora.

O sábado também foi de disputas para as categorias masculino sub12 e 14 e feminino sub16 e 14. Os destaques ficam para os atletas que passaram para as semifinais.

Fotos Munir El Hage

No último dia de competição, na categoria masculina sub14, Matheus Neves (SSB) e Lukas Camargo (PR), são os cabeças de chave e vão encarar a primeira bateria das semifinais. Matheus vai competir com Kalani Robles (UBA), Vini Palma (PGD) e Pedro Henrique (UBA). Já Lukas disputará uma vaga para a final contra Caio Okamoto (BER), Daniel Duarte (BER) e Anuar Chiah (PR).

Na Feminino sub12, passaram para as semifinais Luara Mandelli (PR), Luana Reis (SSB) e Naire Marques (UBA), competindo na primeira bateria. Na segunda, que vai definir mais duas finalistas, estão Sol Carrion (SSB), Gabrielly Vasque (PR) e Maria Beatriz (PGD).

Para Paulo Motta, Head Judge da SPSurf, as condições favoreceram os atletas no terceiro dia de evento. ” Hoje, completa três dias de competições e o nível técnico do Hang Loose sempre surpreende. Não é à toa que daqui saíram os grandes campeões do Brasil. E vendo o nível técnico dessa nova geração, o futuro Braziliam Storm, novos nomes, surfando com comprometimento, aplicando manobras progressivas, seguindo os critérios, serão os próximos atletas representando o Brasil lá fora e, nós, trabalhamos com regras de prioridade igual ao do circuito mundial, sistema de nota, e tudo isso favorece. O Hang Loose é um circuito exemplar no mundo”, concluiu.

O domingo (5), último dia do evento, será de decisões acirradas. Estão em jogo os últimos títulos paulista de surfe 2021. O campeonato conta com o patrocínio da Mobyou Mobilidade Elétrica. Realização da Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf). Apoios: Blue Med Saúde, Sim sucos, Remax, Água Cristal Litoral, Nuty Açaí, Pizza do Thiago, Sun Tech Grip Sistem, Special Boards, Manga Wax – Aderindo pelo Mundo, Sthill, Visual Boards, Keahana Blanks, Sal na Veia, Waves Now, + Brasil Supermercados, Delab Design, Hotel Cajueiro, Pousada Canto do Forte, TombowlPark, Remax, Betel Hortifruti – 30 Anos de Tradição. Colaboração: Prefeitura Municipal do Guarujá por meio da Secretaria de Esportes e Associação de Surf do Guarujá. Divulgação Waves.

Deixe um comentário