Obras do trecho de Serra da Rodovia dos Tamoios chegam a 40%

É a maior obra rodoviária em curso no Brasil, com 2.694 empregos diretos

Em 18 de abril de 2015, a Concessionária Tamoios assumiu a administração e operação da Rodovia dos Tamoios, principal ligação entre o Vale do Paraíba e Litoral Norte. Desde então, está sendo empreendido um robusto programa de obras. Saiba o que já foi e o que está sendo realizado para melhorar as condições de tráfego para os usuários.

 Duplicação do trecho de Serra

A duplicação do trecho de Serra compreende 21,6 quilômetros de novas pistas – entre o km 60,4 e o km 82 –, dos quais cerca de 15,45 quilômetros estão sendo viabilizados por meio de túneis e viadutos, protegendo a floresta existente. Após a finalização das obras, prevista para 2020, os usuários contarão com duas pistas distintas, sendo que o trecho de serra atual atenderá o fluxo de veículos sentido Litoral e a nova pista atenderá o fluxo de veículos sentido São José dos Campos. Atualmente, as obras têm mais de 40% de seu total concluído.

 A duplicação tem 85% da sua área no Parque Estadual da Serra do Mar, o que é um desafio ambiental e de engenharia. Diante disso, o projeto é composto por túneis e viadutos, representando cerca de 72% do total da obra, preservando ao máximo a mata e a diversidade ecológica da região. 

Na construção de um dos trechos, será utilizado o “Cable Crane”, um modelo de construção que utiliza um teleférico conduzido por cabos, realizando o transporte de materiais e de pessoas, evitando a abertura de acessos dentro da mata. É a primeira vez no Brasil que essa metodologia é empregada e o projeto recebeu o prêmio Eco de Sustentabilidade da Câmara de Comércio Americana e Jornal O Estado de SP.

 Dos seis viadutos em construção, o Viaduto 6, localizado em Caraguatatuba, é o que apresenta a maior porcentagem de avanço, com 93,37% das obras concluídas. Esse viaduto dá acesso ao Túnel 5 que apresenta um avanço de 62,65% com 2.315 metros de escavação.

Além das frentes de obra relacionadas diretamente à construção de túneis e viadutos, 17 outras frentes desenvolvem atividades como drenagem, terraplanagem e pavimentação, totalizando 37 frentes de trabalho. Em breve, serão concluídos quatro quilômetros de duplicação, entre o km 60,4 e o km 64,4, incluindo a Ponte de Paraibuna.

 Atualmente, as obras geram 2.694 empregos diretos sendo uma das maiores obras rodoviárias do Brasil.

 Trecho de Planalto

A pista entre o km 11,5 e o km 60 foi duplicada pela DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S/A em 2014. A Concessionária Tamoios opera e mantém o trecho.

 Concessão

Além da realização de obras, a Concessionária oferece aos usuários serviços como monitoramento por câmeras 24 horas, veículos de inspeção de tráfego, guinchos, ambulâncias e UTI móvel, SAU’s – Serviço de Atendimento aos Usuários, Bases Operacionais, veículos de remoção de animais e combate a incêndios e Wi-Fi grátis em toda a extensão da concessão.

Desde o início da concessão, cinco curvas da pista existente do trecho de Serra já tiveram a sua geometria aprimorada, melhorando as condições de segurança e conforto para os usuários. Outras duas curvas estão em obras e terão aumento da área pavimentada em mais de 1.000 metros quadrados.

 A empresa também realiza o monitoramento constante da qualidade e obras de conservação do pavimento. Essas obras mantém a pista em bom estado para a segurança do usuário. Em 2017, foram recuperados 36 km de faixa, entre os kms 69 e 81.  Em 2018, até o mês de julho, foram recuperados 8 km de faixa e a previsão é que, até o final do ano, sejam recuperados 26 km de faixa.

 Contornos

As obras dos Contornos (Norte e Sul), contarão com 33,9 quilômetros entre as cidades de Caraguatatuba e São Sebastião. Sua construção é realizada pela DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S/A e quando concluídos, passarão a ser administrados pela Concessionária Tamoios.

 Histórico

Pavimentada em 1957 pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem), a Rodovia dos Tamoios passou por reconstrução de pistas e melhoramentos de traçado antes mesmo da duplicação do trecho de planalto, em 2012. Em 2015 a rodovia passou a ser administrada pela Concessionária Tamoios, após vencer uma concorrência internacional conduzida pela Agência de Transportes do Estado de São Paulo (ARTESP).

 Benefícios das obras e da concessão

  • Contribuir para a redução de acidentes por meio do aumento da segurança para os usuários.
  • Agilizar o escoamento da produção, através da otimização da infraestrutura viária para acesso ao Porto de São Sebastião.
  • Promover o reordenamento do tráfego e da rede viária urbana de Caraguatatuba e São Sebastião.
  • Suportar o desenvolvimento econômico do Litoral Norte paulista e gerar empregos.
  • Melhorar as condições do turismo no Litoral Norte.

Deixe um comentário