Programa Melhor em Casa de Ilhabela terá nova sede

A notícia foi recebida com alegria e emoção pela equipe do programa

A Prefeita de Ilhabela, Maria das Graças Ferreira, a Gracinha, na manhã da última sexta-feira (18), assinou a desapropriação de uma pousada localizada no bairro do Perequê, onde será instalada a nova sede do Programa Melhor em Casa.

Além de abrigar a sede do Melhor em Casa, o local irá acolher pacientes atendidos pela equipe multidisciplinar e que não tem condições de seguir o tratamento médico sem acompanhamento de familiares ou cuidadores, proporcionando um atendimento humanizado e efetivo.

A prefeita agradeceu a equipe “Agradeço pelo trabalho que o programa Melhor em Casa vem desenvolvendo, podendo enxergar ainda mais de perto, por conta do acompanhamento realizado com a minha irmã. Esta nova conquista me deixa muito emocionada, saber que os munícipes confiam em nós para entrarmos em seus lares, fez com que desde que assumimos, corremos atrás para que tudo pudesse acontecer. Não queremos que as famílias abandonem os seus parentes lá, mas que enxerguem essa nova sede, como uma segunda casa onde os pacientes receberão não só os cuidados necessários, receberão amor, compaixão e acolhimento”.

Para a coordenadora, Fernanda Garcez “O programa Melhor em Casa, vem para realizar um acolhimento biológico, mental e social para os familiares que têm dependência maior em aspectos de atenção familiar. Nós estamos aqui para amparar esses pacientes e fazer com que sintam acolhidos, nos enxerguem além da pessoa que está dentro do jaleco, uma pessoa que quer dar continuidade potencializado ao atendimento digno”.

Durante o anúncio o doutor Orlando Maia Júnior, integrante do Melhor em Casa, explanou com alegria e emoção sobre a nova sede. “Está é a realização de um sonho que se tornou concreto a partir desse momento, pois existe uma demanda muito grande por esse serviço de qualidade, tenho como exemplo um de nossos pacientes que ficou seis meses ‘morando’ no hospital Mário Covas, por não ter o contato com os familiares e consequentemente não ter onde ficar”.

O médico disse ainda que “essa nova sede será de extrema importância para os nossos casos especiais, o ser humano será tratado de forma digna, com qualidade e respeito, mas acima de tudo com muito amor. Será um lugar onde os pacientes serão tratados com afeto, de igual para igual, em razão de que todos devemos e merecemos ser tratados assim, principalmente aqueles que a vida está chegando ao seu curso final, especialmente os idosos, que merecem uma qualidade de vida, independente do que ele sejam agora ou do que um dia eles já foram, eles serão acolhidos, cuidados e amados”, finalizou.

O secretário de saúde, Gustavo Barboni explicou que “Os pacientes encaminhados para esse local, serão indicados pelos funcionários do Melhor em Casa, que conhecem a fundo o histórico dos pacientes e suas famílias”.

Participaram do anúncio os secretários Gustavo Barboni (Saúde), Fernando Cresio da Silva (Gestão Financeira); a secretária adjunta de saúde, Ana Maria Nogueira; o coordenador da Atenção Primária à Saúde, Antonio Galante; Gisela Bruder, coordenadora da Atenção Especializada e a equipe do programa “Melhor em Casa”.

 

Sobre o Melhor em Casa

O Melhor em Casa é um serviço indicado para pessoas que apresentam dificuldades temporárias ou definitivas de sair do espaço da casa para chegar até uma unidade de saúde, ou ainda para pessoas que estejam em situações nas quais a atenção domiciliar é a mais indicada para o seu tratamento. A atenção domiciliar visa a proporcionar ao paciente um cuidado mais próximo da rotina da família, evitando hospitalizações desnecessárias e diminuindo o risco de infecções, além de estar no aconchego do lar.

Em Ilhabela, o atendimento é realizado por uma equipe multidisciplinar composta por:  dois médicos, uma nutricionista, três enfermeiras, um fisioterapeuta, um farmacêutico, um fonoaudiólogo, um dentista, três técnicos de enfermagem, dois auxiliares administrativos, um auxiliar de serviços gerais, dois vigias, um terapeuta ocupacional, uma psicóloga e uma assistente social.

Benefícios do Melhor em Casa

  • Melhora e amplia a assistência no SUS a pacientes com agravos de saúde, que possam receber atendimento humanizado, em casa, e perto da família;
  • Estudos apontam que o bem-estar, carinho e atenção familiar, aliados à adequada assistência em saúde são elementos importantes para a recuperação de doenças;
  • Pacientes submetidos a cirurgias e que necessitam de recuperação, quando atendidos em casa apresentam redução dos riscos de contaminação e infecção;
  • Melhor em Casa representa um avanço para a gestão de todo o sistema público de saúde, já que ajudará a desocupar os leitos hospitalares, proporcionando um melhor atendimento e regulação dos serviços de urgência dos hospitais.

Deixe uma resposta