Sarau do Concurso de Poesias Nhô Bento reúne poetas da região nesta sexta-feira

Nesta sexta-feira (24), às 19h, a Prefeitura de São Sebastião, por meio da Fundação Educacional e Cultural “Deodato Sant’Anna” (Fundass), realiza o Sarau da 38ª edição do Concurso de Poesia “Nhô Bento”, na Biblioteca Municipal Álvaro Dória Orselli – “Seu Alvinho”.

Foram 28 obras inscritas no total, sendo selecionadas pela Comissão Julgadora 15 poesias finalistas da categoria “Adulto” e 7 poesias na categoria “Infanto-juvenil”.

Os trabalhos serão apresentados ou declamados no Sarau e a Comissão Julgadora destacará 6 poesias, sendo 3 trabalhos na categoria “Infanto-juvenil” e 3 trabalhos na categoria “Adulto”, com base nos critérios de poesia e interpretação, que serão agraciadas no dia apresentação, sem ordem de classificação.

Será atribuído ao melhor intérprete da noite de ambas as categorias, escolhidos pela comissão, o certificado de Honra ao Mérito “Professor Dr. José Machado Rosa”.

Na mesma noite, Geraldo De Buta, apresenta o projeto “Poetas Diversos em Diversos Versos” que busca na poesia divulgar a linguagem poética e a vida literária dos poetas brasileiros.

A Biblioteca Municipal está localizada na Rua Manoel Rufino, n°15, Centro Histórico.

 

Sobre Nhô Bento

O concurso homenageia o poeta sebastianense Nhô Bento, nascido em 1902, no bairro do Pontal da Cruz e que, ainda jovem, foi morar em São Paulo. Seu livro “Rosário do Capiá”, reunindo 58 poesias, foi um dos grandes trabalhos do autor, editado em 1946, com prefácio de Monteiro Lobato.

 

Confira os selecionados:

Poesias “Infanto-juvenil” com idade de 7 a 15 anos completos

A homofobia é um absurdo – Carlos

As mulheres que irão fazer a revolução – Mary Gatinha

Permitida – Wendy

Guerras – Maje

Luta contra o machismo – Thali

O fim – Djad77

Pétalas Coloridas – Wendy

 

Poesias “Adultos” com idade a partir de 16 anos completos

Amante do Imprevisível – Téo Ventura

É hora de resistir – Arcannjo

Encontrar-se – Laline

Me contas da tua tristeza? – Flor do Cambuci

Chuva – Aytar Arievilo

Um tempo em águas caiçaras – Anael

Amplidões – Lia

Senzala – Vovó Zeli

Liberdade I – Cadu

A guerra insana – Flor de Ananás

Fragmento – M.P

O mundo parou – Vida

Velhos Casacos – Andrea Líer

Meu corpo insignificante – Téo Aviv

Vida – Pássaro azul

Deixe um comentário