Homem é assassinado em Caraguatatuba após cobrar uma dívida de R$10,00

O crime aconteceu há 27 dias e o assassino matou a vítima a facadas e foi preso na manhã desta quinta-feira no bairro Rio do Ouro.

Um crime de homicídio que foi registrado na noite de sexta-feira, 20 de Setembro no bairro Estrela D´alva, vitimando Vagner dos Santos Matos, de 33 anos, foi esclarecido nesta quinta-feira (17/10), com a prisão do autor, V.R.S., 30 anos, pela equipe do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Caraguatatuba.

O criminoso foi preso depois de quase um mês do homicídio em uma casa no bairro do Rio do Ouro, ele não resistiu à prisão. No relatório que o Repórter Online Litoral teve acesso, o acusado conta que na noite do crime ele tinha encontrado com a vítima na Rua, Benedito Zacarias Nepomuceno esquina com Rua, João Marcelo, por volta das 23h. Os dois já tinham se agredido antes depois que o criminoso pediu para que a vítima respeita-se a sua companheira para não  vender mais drogas próximo da rodoviária. O acusado contou ainda que a vítima teria pago dias antes um lanche no valor de R$ 10,00, e que sempre estava cobrando falando que o dia dele iria chegar. Na noite do crime ocorreu uma discussão e após a vítima ter cobrado novamente o valor do lanche o acusado sacou de uma faca e deu três facadas na vítima que morreu no local.

Prisão

Segundo os investigadores do SIG, o acusado depois do crime aparentando estar sob o efeito de bebida alcoólica encontrou a companheira que o avistou com a faca em uma das mãos. Ela com medo de ser morta correu até a delegacia onde relatou que o companheiro estava com uma faca. Ele saiu correndo em direção ao Rio Santo Antônio, onde jogou a faca usada no crime. Ele também caiu e bateu a cabeça fazendo um corte precisando ser atendido na UPA. Depois de uma minuciosa investigação que levou 27 dias o criminoso foi preso na manhã desta quinta-feira, e confessou autoria do crime e a motivação.

O assassino foi preso pelo crime de homicídio simples e será levado neste sábado para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Caraguatatuba. Em tempo o criminoso já responde por lesão corporal com uso de faca.

 

Deixe uma resposta