Golpe da venda de carro pela internet faz uma vítima em Caraguatatuba

Em alguns casos, o golpista consegue enganar comprador e vendedor ao mesmo tempo. Um casal de Tabuão da Serra teve um prejuízo de R$ 8 mil reais.

Por/Weber de Carvalho; Colaborou/ Adriana Ribeiro 

A audácia de criminosos tem exigido que os cuidados com as compras de produtos pela internet sejam cada vez maiores. Nesta quarta-feira (05/02), um boletim de estelionato onde figuram (vítimas) comprador e vendedor de um veículo Gol foi registrado no plantão da delegacia de Caraguatatuba.

Um casal da cidade de Tabuão da Serra na grande São Paulo, perdeu R$8 mil reais, depois que realizaram uma transferência para uma conta que seria de uma suposta prima do golpista. Além do casal também estava na delegacia o verdadeiro dono do veículo que também foi usado pelo golpista.

Segundo informou os investigadores do SIG (Setor de Investigações Gerais), o golpista vê o anúncio real de um veículo em um site ou facebook e, a partir das informações contidas nele, cria um anúncio falso do mesmo veículo. Quando um comprador se interessa, o golpista marca um encontro entre o interessado e o verdadeiro vendedor. Sem que as duas partes saibam que se trata de um golpe, ele arma uma negociação para ficar com o dinheiro.

O dono do carro e o casal se encontraram com o golpista na frente da Agência do Itaú da Praça Cândido Motta de Caraguatatuba. Depois de uma negociação ficou acertado que o casal daria uma entrada de R$ 8 mil reais, e outras 8 parcelas de R$500,00 por mês. O casal chegou a fazer o deposito na conta de uma prima do golpista que os investigadores identificaram como sendo Angélica.

O casal ficou sabendo que caiu num golpe, depois que entrou em contado com o verdadeiro dono do veículo e mandou o comprovante de depósito. O vendedor então conta que não caiu nada em sua conta. O que acontece no final é o comprador brigando com o vendedor, cada um achando que tem seu direito, e o golpista fica com o dinheiro. Como a equipe do Repórter Online Litoral acompanhou.

Os Investigadores chama a atenção para alguns cuidados importantes, como: conferir a tabela Fipe do carro, ter bom senso, ficar atento de onde são as contas bancária. Por exemplo, neste caso do casal, o veículo vale R$25 mil, e estava sendo negociado por uma entrada R$ 8 mil, e mais 8 parcelas de R$500,00. Ninguém vai vender num preço tão abaixo assim do valor da tabela. Se a pessoa falar que um primo ou amigo vai mostrar o carro, desconfie.

Os investigadores contam que outros golpes pela internet também são registrados no plantão, como compra de celulares, roupas e eletrodomésticos.

Entenda como funciona o golpe

O comprador, de boa-fé, vê o anúncio falso e entra em contato com o golpista.

O golpista fala que tem interesse em mostrar o carro, mais diz que está impossibilitado naquele momento por que passou por uma cirurgia. Ele então combina que um amigo ou parente vai mostrar o carro para o interessado.

O golpista marca a data e diz ao comprador para não comentar nada sobre o valor da venda do carro se não vai arrumar confusão pra ele com família por estar vendendo a baixo da tabela.

Depois, o golpista entra em contato com vendedor original do veículo. Ele diz que tem uma dívida com um ex-funcionário e que vai pagar com um carro. O golpista também orienta que o vendedor não comente nada sobre essa negociação entre os dois com o comprador.

Durante o encontro entre os dois, o comprador acredita que o vendedor é o referido “amigo” e, por sua vez, o vendedor acha que o comprador é o “ex-funcionário”, porém nenhum dos dois comenta sobre isso.

Depois do encontro, o golpista ainda consegue passar a conta bancária de uma outra pessoa para que o comprador faça o depósito.

Deixe um comentário