Murillo Coura, de São Sebastião, sai na frente no Rip Curl Grom Search em Garopaba

Atleta de Maresias faturou a Sub 14. Atuais Campeões, Caio Costa e Sophia Medina, também sebastianenses, fizeram finais em SC

O baiano de Itacaré, radicado em Florianópolis, Kayki Araújo, saiu na frente na disputa pelo título mirim (sub16) do Rip Curl Grom Search 2020, faturando a etapa de abertura do Circuito, neste domingo (26), na Praia da Ferrugem, em Garopaba/SC. A vitória foi ainda mais valorizada depois de uma disputa apertada com o atual campeão, o paulista de São Sebastião, Caio Costa, grande nome do evento no sábado, com o placar final com diferença de menos de um ponto.

Entre as meninas (sub16), a catarinense Kiany Hyakutake foi a melhor, com a definição somente nos segundos finais ao superar a paulista Kemily Sampaio. A atual bicampeã do Rip Curl Grom Search, Sophia Medina, outro talento sebastianense, também chegou à decisão, ficando em terceiro. Na iniciante (sub14), Murillo Coura, local da Praia de Maresias, em São Sebastião/SP, não deu chances aos adversários, enquanto que entre os caçulas da grommet (sub12), mais uma conquista para Santa Catarina, com Ryan Martins.

Outro destaque da etapa foi o paranaense Ryan Coelho, único a chegar em duas finais, sendo o segundo na iniciante e o quarto na categoria acima, a mirim. No total, foram 120 atletas de nove estados competindo em Garopaba, que teve um final de semana com ondas perfeitas, mar cristalino, sol e um grande público.

Em sua 21ª edição consecutiva, o evento em nível nacional e que também é realizado em várias partes do Mundo é conhecido por revelar grandes nomes da nova geração. Uma das grandes atrações é a definição das vagas para a final internacional, realizada anualmente, em algum lugar do Mundo, com os campeões da mirim e da feminina. Além das disputas de altíssimo nível no mar, a competição contou com ações socioambientais e de recreação na areia.

A primeira final foi a iniciante, com Murillo Coura abrindo a disputa com um 7,25, que lhe garantiu a dianteira até o final. Ele ainda somou um 5,55 ampliando a vantagem. Ryan Coelho, com m 5,90 no final, ainda passou para segundo, enquanto que o catarinense Takeshi Oayama foi o terceiro e o paulista Kauã Campos, o quarto. “Estou muito feliz de ter vencido. Sábado foi um dia muito difícil, com ondas, mas graças a Deus consegui avançar e hoje estava show, com uma valinha animal e deu tudo certo”, vibrou o vencedor.

Na feminina, Kiany saiu na frente, com uma nota seis, enquanto que Sophia Medina aguardou as ondas, chegou a assumir a ponta, mas a catarinense virou o resultado. No final, Kemily conseguiu uma boa onda e aguardou da areia o anúncio do resultado, causando nervosismo. A surfista de Praia Grande fez a melhor nota da bateria, um 6,25, mas que não foi suficiente, por pouco, para chegar ao primeiro lugar, com o placar terminando 10,80 a 10,25.

“Consegui achar duas ondas boas, montei a minha estratégia de ficar um pouco mais no inside e deu certo. Vamos agora para o Rio de Janeiro com tudo”, falou a vencedora, que é local da Praia da Joaquina, referindo-se à etapa final, que será disputada na Cidade Maravilhosa.

Depois, os mais novos foram para a água e Ryan Martins liderou de ponta a ponta, com um 6,25 e um 5,75. O paulista Kalani Robles, teve a melhor nota da bateria, um 6,5, e terminou em segundo, seguido de Kailani Rennó, também de SP, que teve a maior média do domingo, com 15,60 pontos no round 2, e Pablo Gabriel Silva, do RJ. “Estou muito emocionado, porque o meu sonho esse ano era vencer uma etapa do Rip Curl Grom Search. O evento foi muito legal e agora vou para o Rio confiante”, festejou Ryan.

MIRIM – A última final do dia não faltou emoção, com Kayki e Caio travando uma batalha sensacional nas ondas, com viradas de resultado. Kayki teve como principal “arma” o aéreo e logo na primeira onda voou para tirar um 7,5, a melhor onda da bateria. Depois decolou de novo e garantiu 6,25. Caio, que defende o título de 2019, também arriscou, tirou um 7, depois um 6,95 e passou para primeiro.

Mas logo o baiano radicado em SC deu o troco e com uma batida forte na junção conseguiu um 7,40 para voltar à ponta, vencendo por menos de um ponto – 14,90 a 13,95. “A bateria teve um alto nível, com o Caio Costa defendendo o título e com um surf forte. Eu vim com tudo, com muito foco, cheguei uma semana antes para treinar, é uma praia que já competi outras vezes. Estava superconfiante, com o aéreo no pé e fiquei muito feliz por alcançar meu objetivo”, comemorou Kayki.

“O Rip Curl Grom Search foi, até agora, o campeonato mais importante que eu ganhei. Ainda não caiu a ficha, estou muito feliz. É meu último ano de mirim e vou determinado para o Rio, pretendo levar o título e competir na final mundial”, acrescentou o vencedor da mirim.

Fora do mar foram muitas atrações. Os atletas contaram com massoterapia, pintura de pranchas com o artista Marcello Macarrão, distribuição de mudas nativas, o gerenciamento de resíduos com a ONG Eco Local Brasil, o Minimuseu do Mar, apresentando a biodiversidade marinha da região, e o Museu do Lixo, ambos do Instituto Monitoramento Mirim Costeiro.

Também cama elástica, futmesa e ativações da GoPro e Brazinco, patrocinadores do Circuito. Outra grande atração foi a tradicional confraternização, realizada em todas as etapas, com atletas, pais e técnicos, no Bar Interditado, com show da Banda Dabêra, jantar e palestra da Eco Local Brasil sobre o meio ambiente.

“Tivemos um final de semana incrível, que surpreendeu a todos. Foi uma etapa perfeita para abrirmos o nosso Circuito, que chega aos 21 anos de sucesso”, falou o gerente de marketing da Rip Curl no Brasil, Fernando Gonzalez, aproveitando para destacar os parceiros no evento. “Temos de agradecer quem nos ajudou a colocar o campeonato de pé, a Fecasurf, a Associação de Surf de Garopaba, a Associação de Surf da Praia da Ferrugem, a Prefeitura, os nossos patrocinadores, a GoPro, a Brazinco, os Cadernos Jandaia”, disse.

Ele também enalteceu o trabalho de conscientização ambiental feito com atletas e com o público pela ONG Eco Local Brasil, responsável pelo gerenciamento de resíduos durante o evento. “Também temos de dar parabéns a todos os atletas, pelo alto nível técnico de surf, aos pais e treinadores, porque sabemos que muitos se esforçam para trazer a molecada aos campeonatos. Agora é aguardar a final na Barra para encerrarmos o Circuito em grande estilo”, complementou.

FINAL – A 2ª e decisiva etapa do ranking 2020 está confirmada para os dias 15 e 16 de fevereiro, na Praia da Barra, no Rio de Janeiro. Os resultados completos da etapa de Garopaba estão disponíveis no link https://www.ripcurl.com.br/grom-search-2020.

O Rip Curl Grom Search 2020 é uma realização da Rip Curl e tem os patrocínios de GoPro e Brazinco, com apoios de Jandaia Cadernos, Loja Rip Curl Garopaba, Prefeitura de Garopaba, Lojas WQSurf, Loja Rip Curl Barra Shopping, Prefeitura do Rio de Janeiro, Supervisão da Fecasurf e Feserj, com organização da Swell Promoção e Produção de Eventos, cobertura da FMA Notícias e Gestão ambiental da ONG Eco Local Brasil.

RESULTADOS DA ETAPA DE GAROPABA

CATEGORIA MIRIM (SUB16)

1 Kayki Araújo – BA (SC)

2 Caio Costa – SP

3 Léo Casal – SC

4 Ryan Coelho – PR

CATEGORIA FEMININA (SUB16)

1 Kiany Hyakutake – SC

2 Kemily Sampaio – SP

3 Sophia Medina – SP

4 Alexia Monteiro – SC

CATEGORIA INICIANTE (SUB14)

1 Murillo Coura – SP

2 Ryan Coelho – PR

3 Takeshi Oyama – SC

4 Kauã Campos – SP

CATEGORIA GROMMET (SUB12)

1 Ryan Martins – SC

2 Kalani Robles – SP

3 Kailani Rennó – SP

4 Pablo Gabriel Silva – RJ

Deixe uma resposta